jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Jales no circuito mundial de trilha

Háháhá. Jales tem potencial para se tornar a capital mundial dos trilheiros.
30 de maio de 2016
Depois do rali pelas ruas de Jales, trilheiros relaxaram em almoço o Clube do Ipê
Semana passada aconteceu em Jales um encontro de trilheiros. A princípio a ideia era fazer a trilha pelas estradas de terra da região. Resolveram então encarar um desafio jamais tentado no mundo da aventura: fazer trilha nas ruas da cidade. Segundo relatos dos participantes, a adrenalina foi grande. Háháhá. Jales tem potencial para se tornar a capital mundial dos trilheiros. 
E por falar em buracos, vivendo e aprendendo. Falo por experiência própria. Nunca tentem desviar de um buraco grande nas ruas da nossa cidade. Você vai cair num maior. Háháhá. Aponte seu carro numa direção, faça uma oração, serre os olhos e siga em frente. Aqui perto de casa a gente até está se acostumando com os buracos. Conhecemos cada um deles. E os chamamos por apelidos. Tem o Sansão, Jumbo, Golias, Grand Canyon, os “Três Porquinhos”, “Rombo da Petrobras”, etc. Chego em casa e digo: “Quase cai no Sansão hoje”. Ou: “Um rapaz de moto quase sofreu um acidente com o Jumbo”. Até os “Três Porquinhos” podem ser um problema. Apesar do porte pequeno uma senhora quase caiu ao pisar num deles. Háháhá.
Há esperança! Começou a Operação Tapa-Buracos em Jales. A operação deve terminar em 2.029. Háháhá. 
E a notícia da semana foi a tentativa de homicídio da apresentadora Ana Hickmann. Tudo aconteceu em Belo Horizonte. E no mesmo dia a ex-presidente Dilma estava na cidade. Coincidência? Já há teóricos da conspiração dizendo que na verdade o alvo do rapaz era a ex-presidente. Mas o que levaria alguém a confundir a Dilma com a Ana Hickmann? Drogas? Se for verdade, pelo menos vai servir de referência em palestras contra drogas em escolas. Quando o orador contar que por conta do uso de drogas um bandido confundiu a Dilma com a Ana Hickmann e mostrar as fotos das duas, as crianças ficarão horrorizadas com os efeitos malignos das drogas no nosso cérebro. Háháhá. 
 E está divertido ver os petistas na oposição. Os caras comemoram qualquer coisa. Mas só depois das seis da manhã, por que antes disso paira sempre no ar a possibilidade de mais uma fase da Operação Lava-Jato. Háháhá. Tiraram as tetas da boca dos caras e tem mais é que chorar mesmo. O leite era farto. Háháhá. E o auge será a viagem do pilantra-mor para Curitiba. Háháhá. Quando começar a mexer no “Minha Casa Minha Vida”, nas concessões da Reforma Agrária, na Lei Rouanet, etc. o que vai ter de pilantra protestando. Só não vai ter pão com mortadela e diária de R$50,00. Háháhá.  
Semana passada eu não escrevi esta coluna. Na verdade, atendendo aos pedidos de leitores, resolvi fazer um protesto contra esse Jornal de Jales e seu diretor Deonel Rosa Junior. Desde 2009 que tento trocar a minha foto no alto dessa coluna e não tenho minha reinvindicação atendida. Um absurdo, haja vista que, a cronista Luiza Elizabeth, por exemplo, troca sua foto pelo menos a cada três meses. Fotos by Laura Lima financiadas pelo JJ.
Depois dessa, por hoje é só. Tchau! 

Fábio Fiorani
(é coordenador pedagógico do CCAA de Jales e Fernandópolis)