Saúde

Intensificar luta contra HPV é proteger a vida de milhares de mulheres contra câncer do útero

Um dos compromissos do meu mandato em 2013 e 2014 é redobrar a luta contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), que tem provocado dor e sofrimento para milhares de mulheres, ao ser indutor de casos de câncer de colo uterino e levar muitas delas à morte.
Vou intensificar esforços pela aprovação de meu projeto que tramita na Assembleia Legislativa, criando um programa de vacinação contra o HPV na rede pública de saúde, e ao mesmo tempo ajudarei a promover campanhas e instrumentos para difundir maior volume de informações sobre a prevenção a esse vírus, que se alastra na ausência de esclarecimento e educação sexual.
Após receber parecer favorável em várias instâncias, o projeto estipulando o programa de vacinação gratuita contra o HPV depende de avaliação positiva da Comissão de Finanças e Orçamento para que a matéria entre na pauta de votação pelos colegas deputados.  As vacinas contra o HPV, que devem ser aplicadas em três doses, são caras e não estão acessíveis para grande parte da população. Apressar um programa público de vacinação é medida urgente, considerando estudos indicando que, no Brasil, é de 14 a 30% a frequência de infecção do HPV nas mulheres, na faixa dos 18 a 60 anos.
Entretanto, é preciso lembrar que a infecção pelo HPV, que pode levar a modalidades de câncer como o uterino, ataca homens e mulheres. A manifestação ocorre com lesões múltiplas ou única nos genitais masculino ou feminino. Geralmente a transmissão ocorre durante o ato sexual, mas também pode ocorrer a auto-inoculação.
Deste modo, é essencial que seja construída uma política pública prevendo ampla divulgação de informações claras, objetivas, sobre os riscos associados ao HPV e também em relação a outras doenças sexualmente transmissíveis. A rede de escolas públicas e privadas é fundamental para a geração e disseminação de maior conhecimento a respeito. Outros setores sociais, entretanto, podem colaborar muito nessa mobilização de vida ou morte, contra o HPV e outros agentes que levam a doenças sexualmente transmissíveis, um mal que afeta tanta gente e que representa uma ameaça particular para jovens que não recebem informação adequada ou praticam comportamento de risco.

  Ana Perugini
(Deputada estadual)

Desenvolvido por Enzo Nagata