Observatório

HOSPITAL DE CÂNCER, 5 ANOS

Humberto Parini

É com grande alegria que parabenizo o Hospital de Câncer, seus funcionários, a população de Jales e região por estarmos vivenciando estes momentos de comemorações.   A luta para chegarmos até aqui   foi longa e árdua. O desgaste político e emocional foi grande. Entretanto, saber que pude contribuir de alguma forma para que um sonho se tornasse realidade já é reconfortante e me dá a sensação de dever cumprido.

A vinda do Hospital de Câncer de Barretos para Jales foi, sem dúvida, a maior conquista política e social da cidade nos últimos anos. Juntamente com a instalação da UAB e Fatec, marcos inegáveis do meu governo, pudemos recolocar Jales como centro de região. Porém, verdade seja dita, essa conquista só foi possível graças ao empenho político  incansável de dezenas de pessoas, que souberam administrar todos os obstáculos ao longo do processo. Obstáculos esses que foram  desde a desapropriação e troca do imóvel que pertencia à Unimed, passando pela liberação por parte da Procuradoria da Receita Federal e  Justiça Federal,  até obstáculos apresentados no início do processo por parte da Promotoria Pública do Fórum de Jales, que quase  impediu  a transação, se não fosse a intervenção decidida e firme  de Juízes  da Comarca de Jales.
O projeto  surgiu quando vimos a possibilidade de transformar  a  estrutura que a Unimed de Jales dispunha e que estava  inacabada  em algo de utilidade e que ia de encontro com as necessidades da população. No início foi criada a Fundação Massaru Kitayama, que deu suporte legal para iniciarmos as tratativas com a Unimed, e aqui louvo a participação do Dr. Mário Okanob, que foi decisiva para alcançarmos os objetivos que almejávamos.
Várias reuniões foram realizadas, buscamos apoio dos Prefeitos da Região, Câmara de Vereadores de Jales e região, comunidades, deputados, e aqui destaco a participação do Deputado Vadão Gomes, que abraçou a causa como ninguém e foi em  busca do primeiro contato com o Sr.Henrique Prata para convencê-lo a acreditar que o projeto era viável e trazê-lo para conhecer o espaço que estava reservado para o Hospital de Barretos se instalar em Jales.  
 
CORRIDA CONTRA O RELÓGIO                                                                  15 de junho de 2010: Prata, Vadão e Parini festejam a conquista
 
Imediatamente iniciamos as tratativas, para a concretização do grande sonho, que estava prestes a se transformar em realidade. Henrique Prata nos deu um prazo de 60 dias  para liberarmos a área no que tange a parte legal, e aí é que começou a maratona: a busca da resolução de conflitos jurídicos. Nesse momento destaco a participação e comprometimento do Dr. Izaias Barbosa  de Lima  Filho, procurador Jurídico da Prefeitura que trabalhou incansavelmente para desentranhar a documentação.  Felizmente tudo   foi  providenciado e,  nos últimos minutos do prazo estabelecido, entregue em mãos para o Sr Henrique Prata.  Até porque, tínhamos a preocupação constante de cumprir o prazo estabelecido porque havia ameaças da cidade de Fernandópolis que estava na espreita para que num tropeço nosso, poderíamos perder a empreitada para aquela cidade. 
Todos sabemos o quanto é difícil a luta contra o câncer. E mais difícil ela se torna àqueles que dependem do tratamento no setor público de saúde.  Essa conscientização e a sensibilidade de me colocar no lugar dos pacientes com câncer que me motivou, desde o início, a lutar com todas as minhas forças na conquista desse hospital porque sempre soube dos serviços de excelência que o Hospital sempre dispensou aos paciente, especialmente a forma humanitária no trato com todos eles, e mais, gratuitamente! Hoje, após cinco anos da Instalação do Hospital de Barretos em Jales, o sentimento é de muita alegria e gratidão, à Deus primeiramente, e a todas as pessoas que se comprometeram com a causa e ajudaram na construção desse sonho. Ter sido um dos atores dessa história me faz ter a certeza de que tudo valeu a pena.
Desenvolvido por Enzo Nagata