jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Hospital de Amor: Polícia Federal e Militar fazem cadastro para doação de medula óssea

Ao todo, foram realizados 32 registros. Para se cadastrar, basta preencher uma ficha e doar um pouco de sangue.
21 de outubro de 2018
Segundo o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME), o transplante de medula óssea pode ajudar no tratamento de 80 doenças diferentes e é a chance de cura de muita gente
*Por Assessoria de Comunicação

O Hospital de Amor, em parceria com a Polícia Federal e Militar de Jales (SP), fez um mutirão para cadastros de doação de medula óssea, na última quarta-feira (10). Ao todo, foram realizados 32 registros de policiais e colaboradores da PF e da PM. 
A iniciativa partiu da Polícia Federal de Jales e, segundo o delegado, Cristiano Pádua da Silva, o objetivo era ajudar a propagar a informação de que a doação é simples e pode salvar muitas vidas. “Cada um precisa fazer a sua parte e nós resolvemos fazer a nossa. Mobilizamos os funcionários e a intenção é movimentar o maior número de pessoas possíveis”, afirmou Cristiano. 
Segundo o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME), o transplante de medula óssea pode ajudar no tratamento de 80 doenças diferentes e é a chance de cura de muita gente. Leucemia e linfoma são os mais frequentes. 
“Em nome do Hospital de Amor, eu quero agradecer a todos pela iniciativa e dizer que esta é uma ação muito importante, pois aumentam as chances de encontrar um doador compatível”, afirmou a gerente administrativa da unidade, Camila Venturini. 
Na oportunidade, o delegado também agradeceu a equipe do hospital, a polícia militar e todos os envolvidos pela dedicação nesta ação solidária.

DOAÇÃO
Para se cadastrar basta preencher uma ficha e doar um pouco de sangue. O voluntário à doação irá assinar um termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE) e preencher uma ficha com informações pessoais. Será retirada uma pequena quantidade de sangue (10ml) do candidato a doador, que será enviado para análise de histocompatibilidade (HLA) - um teste de laboratório para identificar suas características genéticas, que vão ser cruzadas com os dados de pacientes que necessitam de transplantes para determinar a compatibilidade.
Para os interessados em fazer o cadastro de doação, o Hospital de Amor de Jales faz a coleta todos os dias, das 09h às 10h. É necessário estar munidos dos seus documentos pessoais, como RG, CPF e cartão do SUS, ter entre 18 e 55 anos e não estar em tratamento oncológico. O doador deve estar em bom estado de saúde. Não é necessário estar em jejum e nem agendar.
Mais informações sobre o cadastro de medula óssea podem ser obtidas diretamente no site do Registro Nacional: http://www.redome.inca.gov.br/.