jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Horário de verão começa no próximo final de semana

por Rafael Honorato
09 de outubro de 2016
Rosana Cardoso Alves
A partir da meia noite do próximo sábado, dia 15 de outubro, entra em vigor o horário de verão, quando os moradores das regiões sudeste, sul e centro oeste do país devem adiantar os relógios em uma hora. 
Adotado pela primeira vez em 1931, o horário de verão tem o intuito de economizar energia durante os meses mais quentes do ano, entretanto, divide opiniões entre a população. 
Uma das reclamações mais frequentes é quanto a adaptação, e principalmente ao sono, pois as pessoas dizem que ficam sonolentas durante todo o dia. 
Para saber como amenizar os efeitos do novo horário, a reportagem do Jornal de Jales entrevistou a neurologista da Associação Brasileira do Sono, Dra Rosana Cardoso Alves.

J.J - Como e por que o horário de verão afeta o sono?
Acontece uma alteração do ritmo circadiano, mas de uma forma geral o ser humano consegue se adaptar depois de um ou dois dias. Normalmente, quem tem dificuldade para se adaptar bem, já tem alguma alteração do sono.  

J.J - O que a pessoa tem que fazer para não sentir ou amenizar os efeitos?
No dia anterior a pessoa já deve se comportar de acordo com a mudança, se puder dormir uma hora mais cedo e acordar uma hora mais cedo.

J.J - As crianças e idosos são mais propensas aos efeitos?
O adolescente é mais afetado pelo horário de verão. Geralmente, nessa fase acontece uma alteração de ritmo bastante comum, o atraso de fase de sono. O jovem já tem uma tendência a ir dormir e acordar mais tarde. Durante o período de transição para o horário de verão, ele pode ter as sensações de um indivíduo que sofre com a insônia. Já nos idosos, ocorre ao contrário, eles dormem e acordam mais cedo, a síndrome do avanço de fase do sono. Por isso, eles têm mais facilidade para se adaptar ao novo horário.

J.J - Quais as indicações quanto a alimentação e prática de exercícios físicos?
Próximo do horário do sono devemos evitar: atividade intensa, cafeína e álcool, não ter pensamentos negativos e praticar atividade mais relaxantes como alongamentos e yoga.Outras dicas são: fazer bom uso da luz. De manhã se expor mais à luz, justamente para marcar o ritmo circadiano e ter hábitos de boa higiene do sono. Além disso, existe a questão da tecnologia, pois a luminosidade de tablets e outros aparelhos atrapalha o sono.

J.J - Quantas horas de sono uma pessoa precisa ter e por quê?
Geralmente, uma pessoa precisa de 8 horas de sono, mas sabemos que há variações individuais. Então, a quantidade ideal pode variar entre 7 e 9 horas.