jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

HÁ pouco mais de 50 anos, quando Jales vivia as primeiras décadas da sua fundação ....

Contexto
29 de abril de 2018
HÁ 
pouco mais de 50 anos, quando Jales vivia as primeiras décadas da sua fundação, o mesmo acontecendo com várias comunidades em seu entorno, falar em educação era coisa de alguns especialistas ou aficionados em transmitir informações e conhecimentos, sempre a partir de algumas escolas de primeiro grau que começavam a surgir.

OPORTUNIDADES
para a formação pessoal ou profissional para os adolescentes praticamente não existiam, principalmente nessas pequenas comunidades onde as famílias viviam quase que totalmente voltadas para a agricultura rudimentar em áreas desmatadas para plantar café ou algodão.

EXATAMENTE   
nesse contexto surge uma das instituições mais respeitadas da cidade que até hoje é lembrada como referência para a formação da juventude não só de Jales, mas de mais de 50 municípios de toda a região.

FRUTO
da motivação da equipe que chegou com o primeiro bispo, trazendo ideias inovadoras em termos de educação, profissionalização e comunicação, a Escola Vocacional, projetada inicialmente para ser um seminário, acabou suprindo essa lacuna com grande sentido de preocupação social e principalmente de formação do caráter dos seus alunos.

TODA
essa reflexão é resultado dos comentários ouvidos durante um evento que reuniu cerca de 50 ex-alunos, vindos de vários cantos do país para rememorar aqueles tempos em uma grande confraternização (Ver matéria nesta edição). 

SÃO
Valores que ficam para sempre na memória e na postura de cada um diante da vida, como eles mesmos afirmaram, destacando a atualidade daquela instituição criada há mais de meio século, que até hoje poderia servir como ponto de convergência para a formação da juventude, independentemente de religião ou condições sociais. 

ACREDITO
que já está passando da hora de adaptarmos aos dias atuais um pouco desse idealismo impregnado não só entre os desbravadores dos sertões da Alta Araraquarense, mas mais ainda entre os que vieram  para contribuir com soluções criativas voltadas para a educação e formação da garotada daquela época. (Luiz Ramires)