domingo 20 setembro 2020
Fique Sabendo

GRID DE LARGADA– Até o momento em que esta coluna era redigida, o empresário Luís Henrique Moreira, do PSDB, ainda não havia definido seu companheiro(a) de chapa.

GRID DE LARGADA– Até o momento em que esta coluna era redigida, o empresário Luís Henrique Moreira, do PSDB, ainda não havia definido seu companheiro(a) de chapa. Os mais falados eram os nomes do ex-vereador Rivelino Rodrigues, presidente do Progressistas (PP), e da professora Marynilda Cavenaghi Nacca, também filiada ao mesmo partido, que se engajaram no grupo de LH desde que ele disputou uma cadeira na Assembleia Legislativa, em 2018.

CAMINHOS – Mas, a partir do dia em que o prefeito Flávio Prandi Franco (DEM) anunciou que não seria candidato à reeleição, o MDB começou a se movimentar no sentido de estabelecer uma aproximação com Luís Henrique a fim de manter a vaga de vice-prefeito atualmente ocupada por José Devanir Rodrigues, o Garça. Foram para a vitrine quadros do partido como o vereador Tiago Abra, o ex-vice-prefeito Clóvis Viola e o ex-provedor da Santa Casa, Junior Ferreira.  

FORÇA-TAREFA – A coluna apurou que houve algumas tratativas entre dirigentes do MDB, que integra a base partidária do governador João Dória, e o pré-candidato do PSDB. Coube ao dirigente João Missoni o papel de interlocutor local de LH em nome do partido. Mas, também participaram dos entendimentos o próprio vice-prefeito Garça e Paulo Sérgio da Silva, outro emedebista histórico. De São Paulo, o jalesense Jarbas Zuri Junior, membro da Comissão Executiva Estadual, colocou no circuito o deputado federal Baleia Rossi, presidente do MDB, que falou pelo telefone com o colega Fausto Pinato, que controla o Progressistas na região. De sua parte, o prefeito Flá, que também é presidente do Diretório Municipal do DEM, não colocou obstáculos nem exigiu alguém do seu partido na chapa.              

ARMAÇÃO – Certamente não foi por acaso que o professor Luís Especiato, pré-candidato a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores, escolheu dia e hora para anunciar o nome de seu companheiro de chapa —Alexandre Periotto. Foi dia 7 de setembro, às 20 horas, nas redes sociais. Especiato começou sua fala anunciando que estava tudo armado para uma candidatura única em Jales, alusão óbvia ao pool de partidos engajados na campanha de Luís Henrique. Periotto, filiado ao PT desde 1997, é empresário, graduado em administração de empresas e pós-graduado em Gestão Pública.  

ARQUIBANCADA – A cúpula do PT local passou os últimos dias assistindo de camarote à correria nas hostes adversárias. E, na expectativa de sobrar algum pênalti sem goleiro para bater, Especiato marcou sua convenção municipal para o dia 15, terça-feira, às 19 horas e 30 minutos, com parte no formato virtual e parte presencial. A propósito, embora o partido seja presidido por Hilton Marques, que desde rapazinho é vinculado ao PT, a coordenação da campanha foi confiada a um veterano de jornadas anteriores —Antonio Carlos Nogueira, o Cacaio. 

IDENTIFICAÇÃO – Quatro vezes deputado federal pelo PSDB, Júlio Semeghini passou o feriado prolongado em Jales, onde mora a família de sua esposa, Vanessa Bigulin. O ex-parlamentar falou com entusiasmo sobre seu trabalho como secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Entre outros motivos, porque ele voltou a lidar, em sua área de formação profissional. Vale lembrar que: 1) ele foi o criador do Poupatempo e era considerado uma espécie de golden boy do governador Mário Covas; 2) antes de se eleger deputado, ele foi premiado por Bill Gates, criador da Microsoft.  

  MEMÓRIA – A Faculdade de Tecnologia de Jales, um celeiro de bons profissionais, completou 13 anos no dia 10 de setembro, quinta-feira. Com corpo docente de primeira linha integrado por mestres e doutores, a Fatec deve sua criação e instalação ao ex-deputado estadual Edson Gomes. Foi ele quem arrancou do governador em exercício Cláudio Lembo, quase a fórceps, o decreto de criação da instituição. Naqueles tempos, só existia Fatec em São José do Rio Preto e Araçatuba.  

  O TEMPO PASSA – O vice-prefeito Garça ressurgiu na cena política local nos últimos dias surpreendendo os amigos e correligionários com novo visual—barba grisalha. Na verdade, nos tempos de juventude, quando era dirigente da União Acadêmica Albert Eistein e, posteriormente, presidente do Clube do Ipê, Garça também usava barba. Mas, negra como a asa da graúna... 

ASSEPSIA – A associação foi imediata. Para a posse do ministro Luiz Fux, quinta-feira, dia 10, no Supremo Tribunal Federal, foram instaladas barreiras de acrílicos transparentes na bancada de ministros e mesa de honra, além de álcool em gel e uso de máscaras. Exatamente como vem acontecendo nos supermercados de Jales desde o início da pandemia.        


Desenvolvido por Enzo Nagata