jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Governador do Distrito elogia trabalho do Lions Clube de Jales

Na noite da última quinta-feira, dia 17, leões e domadoras do Lions Clube de Jales receberam, pela primeira vez, a visita do governador do Distrito LC 6CL, o jornalista Hairton Santiago e a esposa Heloisa Cattelan Santiago, que encerram mandato no dia 30
21 de maio de 2012

Na noite da última quinta-feira, dia 17, leões e domadoras do Lions Clube de Jales receberam, pela primeira vez, a visita do governador do Distrito LC 6CL, o jornalista Hairton Santiago e a esposa Heloisa Cattelan Santiago, que encerram mandato no dia 30 de junho.
Os convidados foram recepcionados pelo presidente do Lions Clube de Jales, Valentim Lourenção e a esposa Edna, que prosseguirão com os cargos no próximo mandato que se inicia no mês de julho.
Sobre o trabalho realizado em Jales, o governador do distrito simplesmente taxou de maravilhoso. “Em termos de ação é um clube muito ativo. Administrativamente é bem organizado, bem visto pela sociedade”.
Na ocasião, o governador presenteou os leões Valentim Lourenção e Dejair Nery Barbosa com o Pin do presidente internacional,  Wing-Kun Tam. Ele também relatou como foi a visita ao Hospital de Câncer e a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Jales e falou falou da satisfação de trabalhar em prol das pessoas necessitadas e da importância de levar o trabalho adiante, como também de trazer mais associados para o clube.
TRABALHO
Em entrevista ao Jornal de Jales, Hairton informou que a última meta do Lions Clube Internacional foi a plantação de árvores no mundo todo. “A proposta foi um milhão de árvores. Já plantamos nove milhões. Acreditamos que passaremos dos 10 milhões até o dia 30 de junho. No nosso distrito, que compreende 62 clubes, fizemos uma proposta modesta: de plantarmos cinco mil arvores, já plantamos 40 mil. Outro objetivo foi arrecadar fundos para nossa fundação comunitária que presta serviços para o mundo inteiro. Entre nossas ações estão campanhas para cirurgias de cataratas, sarampos, uma série de ações comunitárias”.
Em relação a sua paixão pelo serviço comunitário ele finalizou destacando que não há nada mais gratificante que melhorar as condições de vida das pessoas, fazer com que elas vivam bem, em harmonia na comunidade.