jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

GOL DO TÍTULO – Oswaldo Soler Junior, integrante da entidade mantenedora do Centro Universitário de Jales, rasgou a fantasia e não teve meias palavras.

Fique Sabendo
29 de julho de 2018
Os mantenedores da Unijales, Christina e Junior Soler, ficaram muito gratos ao empenho do prefeito Flávio Prandi Franco, o Flá
GOL DO TÍTULO – Oswaldo Soler Junior, integrante da entidade mantenedora do Centro Universitário de Jales, rasgou a fantasia e não teve meias palavras. Em entrevistas concedidas às emissoras de rádio da cidade — na da Antena 102, ele até chorou — Junior creditou ao deputado federal Rodrigo Garcia (DEM) a canetada final para inclusão da Unijales na portaria do MEC publicada no dia 19 de julho autorizando cursos de graduação em vários estados brasileiros.

CRONOLOGIA – Não é de hoje que a direção da Unijales está trabalhando para conquistar o curso de Direito. Para despistar a concorrência, tudo foi feito sob o mais absoluto sigilo, desde a vultosa aquisição dos livros até a seleção de docentes, todos com titulação. Com os requisitos necessários devidamente contemplados, a pretensão da Unijales foi submetida à Comissão de Avaliação do MEC que, numa escala de 0 a 5, atribuiu nota 4 à instituição jalesense. 

FRISSON - Obtido o aval pedagógico, o processo subiu para a alta hierarquia do MEC. Como a coluna sabia o que estava acontecendo, era visível o clima de expectativa de Maria Christina Soler Bernardo, reitora, e do irmão Junior, da entidade mantenedora, bem como do primeiro escalão da Unijales, em face do desfecho do caso.

BOLA NA REDE – A fase final do processo chegou à Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior no dia 8 de Junho. No dia 12, o despacho foi “em análise”, onde ficou mais de um mês dormindo. Até que, no dia 17 de julho, Junior procurou o prefeito Flávio Prandi Franco (DEM) relatando o que estava acontecendo. Imediatamente, Flá entrou em contato com seu padrinho político, o deputado federal Rodrigo Garcia, líder da bancada do DEM na Câmara Federal.

LINHA DIRETA Inteirado do assunto, Rodrigo, deputado federal mais votado em Jales em 2014, decidiu o jogo ao ligar para Henrique Sartori de Almeida Prado, vinculado ao partido, que ocupa a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior desde a gestão do ministro Mendonça Filho, também do DEM. Dois dias depois, o Diário Oficial da União publicou a portaria autorizando o curso de Direito na Unijales.

A FACE DA MOEDA – A redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas não é o único projeto da deputada estadual Analice Fernandes (PSDB) para os profissionais da área. Além deste projeto de lei, a parlamentar tem outros quatro tramitando na Assembleia Legislativa, inclusive um, o 292/18, dispondo sobre a obrigação da existência de uma sala de descompressão nos hospitais públicos e privados para que os enfermeiros possam se restabelecer. Analice sabe do que está falando. Ela é enfermeira de profissão.

A OUTRA FACE - De sua parte, o deputado estadual Itamar Borges (MDB) postou em sua página no Facebook uma ponderação. Segundo ele, “é preciso buscar o equilíbrio entre o justo direito dos profissionais de enfermagem e a estabilidade financeira das santas casas e hospitais filantrópicas para que as instituições continuem de portas abertas e atendendo a população. ” Itamar é o presidente da Frente Parlamentar das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos.

CONTATOS IMEDIATOS- Consciente de que a disputa pelo voto será duríssima, o empresário jalesense Luís Henrique Moreira, já sacramentado candidato a deputado estadual pelo “Podemos”, está estendendo seus tentáculos pelo interior afora. Na semana que passou, conforme registro no Face, ele esteve em Mogi Guaçu, onde obteve o apoio do vereador Jeferson Luiz, o mais votado no município.

LAVA JATO - Depois de visitar sedes de subseções da OAB, o delegado Edson Sakashita, candidato a deputado estadual pelo PHS, está investindo em colegas de profissão. Ele se reuniu em São Paulo com líderes da classe.

VERDÃO – Esta coluna teve acesso a cópia da portaria autorizando a criação do curso de Direito na Unijales com 100 vagas. Outros nove cursos foram autorizados em diferentes áreas, entre os quais dois para o Centro Universitário das Américas, em São Paulo — um de Direito e outro de Engenharia Aeronáutica. Para quem não sabe, o Centro Universitário das Américas é o novo nome da FAM (Faculdade das Américas), um dos patrocinadores do Palmeiras, cuja dona é Leila Pereira, a mesma da Crefisa.

PEIXADA SUINA –  Como um assunto puxa outro, o vereador Tiago Abra (PP), santista desde que nasceu, assumiu a campanha de Guilherme Ribeiro, candidato a deputado federal e palmeirense desde que veio ao mundo. O pai de Guilherme, Jesse Ribeiro, é conselheiro vitalício do Palmeiras com amplo trânsito no clube. Tiago informou à coluna que vai colocar nas ruas um bloco de 30 a 40 correligionários.