segunda 21 setembro 2020
Cidade

FOGO NA MATINHA: Incêndio consome 40 mil metros quadrados de área de preservação ambiental

A reportagem do Jornal de Jales registrou um grande redemoinho que se formou em meio as cinzas da vegetação queimada 

Por Bruno Gabaldi

No início da tarde da última terça-feira, dia 8 de setembro, mais um incêndio foi registrado em uma das áreas de preservação ambiental de Jales. Desta vez, o fogo atingiu o Sistema de Lazer “Lídia Martins Barbosa”, mais conhecido como Matinha do Jacb”. 

Como a área fica entre a divisa de quatro bairros, o incêndio preocupou moradores do Jardim Alvorada, Nova Jales e Jardim Arapuã. Segundo eles, o fogo chegou à altura das grandes árvores do local, e ficaram com medo do incêndio atingir suas residências.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para combater as chamas e também os próprios moradores tentaram conter o fogo com baldes e mangueiras, porém, sem sucesso.

O incêndio consumiu uma área correspondente a 40 mil metros quadrados.

DESTRUIÇÃO 

De acordo com os moradores do local, não é a primeira vez que isso acontece, mas desta vez o incêndio tomou grandes proporções até por causa do forte vento, que elevou as chamas.

Animais como cobra e macacos foram encontrados carbonizados. Além disso, o fogo consumiu também um pequeno depósito que um catador de recicláveis utilizava para guardar seus materiais até serem vendidos. Tudo virou cinza.

Vale lembrar que no dia 17 de setembro de 2019, o Bosque Municipal Aristóphano Brasileiro de Souza também sofreu as consequências do fogo culposo, quando destruiu mais de 70% da vegetação.

PERSISTÊNCIA  

A reportagem do Jornal de Jales esteve na “Matinha’ do Jacb” após dois dias do ocorrido e ainda havia sinais vitais de fumaça e alguns focos de fogo em meio aos troncos das árvores.

Além disso, com as altas temperaturas climáticas e também do local, um grande redemoinho se formou junto às cinzas.


Desenvolvido por Enzo Nagata