jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Ex-ministro de Lula afirma em Jales que não tem Plano B

por Luiz Ramires
23 de julho de 2018
A atual presidente da AVCC Cidinha Iglésias mostrou ao ex-ministro as dependências e os serviços prestados pela associação
O ex-ministro das Relações Institucionais no Governo Lula e ex-ministro da Saúde no Governo Dilma Rousseff, Alexandre Padilha (PT), candidato a deputado federal, esteve em Jales, em visita à AVCC, quando destacou a atuação da associação, inclusive para a instalação do Hospital de Câncer em Jales, no período em que era ministro. Naquela época, como lembrou, foi criada uma lei para permitir a expansão de serviços de tratamento de câncer, como em Jales, inclusive com redução de impostos para empresas. Padilha esteve em Jales acompanhado pelo deputado estadual, José Zico Prado (PT) e do pré-candidato a deputado estadual Paulo Fiorilo, presidente do PT na capital.
Ele criticou a lei de congelamento de gastos do Governo Federal por 20 anos afirmando que a mesma impediria conquistas importantes para Jales como quatro novas unidades de saúde e a UPA 24 horas, implantadas naquela época. Uma das propostas do Partido dos Trabalhadores, como afirmou é reverter essas mudanças para melhorar as condições de atendimento à população mais carente, ou para ampliação dos serviços, como os prestados pelo Hospital do Amor.
Como vice-presidente nacional do PT, o ex-ministro foi enfático ao defender a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a presidente da República, para como disse, voltar a colocar o país nos eixos, pois segundo ele, Lula é a liderança mais capacitada e conhecida para fazer essas mudanças. Ele afirma que nunca teve e nunca vai ter plano B, pois o povo quer Lula, como apontam todas as pesquisas.
Padilha afirma que é importante o eleitor conhecer bem seus candidatos em todos os níveis procurando saber quem poderá ser o melhor para promover essas mudanças que o país precisa, em sintonia com os governos estadual e federal, sempre que for importante para a população.