jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Estado de alerta devido à baixa umidade do ar em Jales

por Marco Antônio F. Conceição Pesquisador da Embrapa
18 de setembro de 2017
A falta de chuvas e as altas temperaturas no período da tarde fizeram com que a umidade relativa do ar atingisse valores mínimos diários entre 12% e 13%, nas duas primeiras semanas de setembro (ver gráfico em anexo). Esses dados foram registrados na estação automática do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), instalada na área da Embrapa, em Jales, e estão disponíveis no site: http://www.inmet.gov.br/sonabra/pg_dspDadosCodigo_sim.php?QTczMw== 
De acordo com o CEPAGRI (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas ligado à Agricultura, da Universidade Estadual de Campinas), quando a umidade do ar fica entre 12% e 20% deve-se entrar em ESTADO DE ALERTA, tomando-se as seguintes providências: 
 suprimir os exercícios físicos ao ar livre no período da tarde; 
 evitar aglomerações em ambientes fechados; 
 usar soro fisiológico para olhos e narinas; 
 umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água; 
 permanecer, sempre que possível, em locais protegidos do sol; 
 consumir água à vontade.
De acordo com o CPTEC/INPE (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), não há previsão de chuvas na região até o final do mês. Informações mais atualizadas podem ser obtidas no site: www.cptec.inpe.br/cidades/tempo/2711.