jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

ESCRAVIDÃO - Frei Betto vem aí.

Fique Sabendo
24 de julho de 2017
Deputado Fausto Pinato no Facebook: “tenho dignidade, não tenho medo de petistas ou sindicalistas, essa cambada de vagabundos”
ESCRAVIDÃO - Frei Betto vem aí. Folhetos anunciando a sua presença em Jales, dia 10 de agosto, na Escola Vocacional, a convite da Pastoral Universitária, foram distribuídos no último domingo, dia 16, após as missas, na porta da Catedral de Jales. Para quem não sabe, Frei Betto é um famoso frade dominicano, preso pela ditadura militar, autor de livros e que foi assessor especial do presidente Lula, tendo participado ativamente da formulação do programa Fome Zero, embrião do Bolsa Família. O ingresso é um 1 alimento e 1 litro de leite. O tema da palestra de Frei Betto é “Violação dos direitos humanos- Formas de escravidão na sociedade contemporânea”. 

NO FORNO - O deputado federal Fausto Pinato (PP) continua fazendo a sua parte no sentido de tentar aumentar a sua votação em Jales. Segundo seu correligionário Ivan Bertucci Nunes, ex-chefe de gabinete do prefeito Pedro Callado,  foi empenhada no último dia 13 de julho emenda de Pinato em favor da Santa Casa no valor de R$ 140 mil. O dinheiro ainda não está em caixa, mas o procedimento chamado empenho, em linguagem de finanças públicas, significa promessa concreta de pagamento.

LÍNGUA AFIADA – Por falar em Pinato, o deputado soltou os cachorros contra sindicalistas e petistas em geral. Inconformado com as acusações de que os deputados que votaram pelo arquivamento  da  denúncia  do procurador-geral da República , Rodrigo Janot, atribuindo ao presidente Michel Temer o  crime de corrupção passiva, teriam sido comprados pelo governo, o parlamentar, que é membro da Comissão de Constituição e Justiça foi às redes sociais não somente fazer a sua defesa, mas partir para o ataque, batendo, como se diz em linguagem futebolística, “da medalhinha para cima”.

FICHA LIMPA- Pinato começou sua fala relativamente calmo, afirmando que não é deputado que se vende a troco de liberação de emendas parlamentares, lembrando que, por exemplo, quando foi relator da denúncia  contra o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), hoje preso em Curitiba e condenado pelo juiz Sérgio Moro, ele, na mesma CCJ, deu parecer favorável à continuação do processo por entender que havia provas concretas. Na opinião dele, não é o caso da denúncia contra Temer. Explicou também que é obrigação do governo federal liberar emendas que, de acordo com a lei, têm caráter impositivo, recursos estes que vão para hospitais, principalmente Santas Casas, ambulâncias e outras prioridades das bases.

CAMBADA -  Dizendo-se um homem sério, de família, que não se vende, Pinato subiu o tom e disse que quem comprou deputado no  mensalão foi o  ex-ministro José Dirceu e quem tem conta no exterior são Lula e Dilma, conforme , “disse o cara da JBS”. Em seguida, chutou o balde, chamando petistas de “cambada de vagabundos” que acabaram  com o país. Referindo-se especificamente ao ex-presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), chamou-o de “deputadinho”. E encerrou ainda referindo-se aos petistas, que “as reformas que a base aliada a Temer está promovendo são para consertar as m... que vocês fizeram”.

PEDRA CANTADA – Ao visitar a redação do Jornal de Jales na manhã do dia 7 de julho, o deputado federal licenciado Rodrigo Garcia, atual secretário estadual de Habitação, revelou que estava passando um dia e meio da semana em Brasília colado ao xará Rodrigo Maia, trabalhando para que o DEM aumente a bancada dos atuais 29 deputados federais para 50. 

PEDRA CANTADA 2 - Nota sobre a fala de Rodrigo Garcia foi registrada nesta coluna na edição de 16 de julho. No mesmo dia, o jornalista Bernardo Melo Franco, que escreve na página 2 da Folha de S. Paulo, comentou o assunto em sua coluna em texto intitulado “A volta dos que não foram”.. No parágrafo final, ele fecha o raciocínio dizendo que “o renascimento do ex-PFL é mais um fruto da derrocada do petismo”. E completou: agora a sigla DEM deve dobrar a bancada na Câmara e ode herdar a Presidência sem votos, caso Rodrigo Maia assuma a cadeira de Michel Temer”. Exatamente o que tinha antecipado Rodrigo Garcia a esta coluna.   
 
EM NOME DO PAI- Lépido como um corredor de 100 metros rasos, o deputado estadual Itamar Borges (PMDB) prestigiou o Chá da Amiga, dia 15 de julho, ancorado pela pastora Amélia de Matos, do Ministério de Mulheres da Igreja Batista. A deputada Analice Fernandes enviou um clipe projetado no telão e escalou uma assessora evangélica, Raquel Furlani, que trabalha em seu escritório político, para representá-la.

Fotos Galeria: Josiane Bomfim