jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Escola de Aviação de Jales mostra seu trabalho e estrutura no Simpósio de Ciências Aeronáuticas da PUC-Goiás

O simpósio também contou com palestras sobre segurança de voo, tecnologia e outros temas de interesse dos profissionais da aviação, com a participação de pilotos, instrutores de voo, comandantes e representantes das maiores empresas aéreas do país.
25 de outubro de 2016
A comandante Teresa Parnes, da Azul Linhas Aéreas, com Dayane Rodrigues, instrutora de voo da CMM Escola de Aviação de Jales
O trabalho desenvolvido pela CMM Escola de Aviação de Jales, comandada por Manoel Messias da Silva, foi apresentado durante o Simpósio de Ciências Aeronáuticas realizado pela PUC - Goiás que reuniu em Goiânia as maiores escolas de aviação do país.  
A escola de Jales foi representada pela instrutora de voo Dayane Rodrigues dos Santos, junto com o gestor de segurança Frederico Catto Resende, o instrutor de voo Carlos Castro e o aluno Moisés Vasconcelos.
Dayane falou sobre as atividades e a estrutura da escola e as oportunidades oferecidas para seus alunos, como o primeiro emprego, que foi o seu caso. Ela veio fazer o curso e acabou sendo contratada para dar aulas. 
Frederico mostrou para os participantes do simpósio a estrutura da escola, seus cursos, suas aeronaves e equipamentos, alojamento e a didática utilizada durante as aulas.
O simpósio também contou com palestras sobre segurança de voo, tecnologia e outros temas de interesse dos profissionais da aviação, com a participação de pilotos, instrutores de voo, comandantes e representantes das maiores empresas aéreas do país. Duas palestras ficaram a cargo de comandantes mulheres, pois é cada vez maior o número de mulheres ingressando na aviação. 
Foi mais uma grande oportunidade para a CMM Escola de Aviação de Jales divulgar o seu trabalho junto a esse segmento, como afirmou Dayane. O público do simpósio ficou conhecendo a escola e o quanto ela contribui para a formação de pilotos e para o desenvolvimento da aviação na região de Jales e no país, formando profissionais de altíssimo nível.
Dayane destaca que divulgar a escola em um evento como este é muito importante, mas é fundamental que a comunidade local também participe, procurando conhecer sua estrutura, como ela funciona e os benefícios que oferece não só para seus alunos, mas para a própria manutenção do aeroporto na cidade.
Desde 2014 a escola já formou mais de 50 pilotos e atualmente vem mantendo uma média de cinco novos profissionais por mês, sendo que mais seis estão se formando em outubro. Na região existem alguns aeroclubes, mas a escola mais próxima fica em Itápolis. Além de formar profissionais para a aviação, a escola também forma pilotos para outras finalidades e até como hobby, como informou o comandante Messias.