jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

ESCALADA- A direção do Centro Universitário de Jales desfechou campanha publicitária destinada a anabolizar o próximo vestibular unificado programado para o dia 18 de novembro.

Editorial
29 de outubro de 2017
Antes do jantar-show beneficente do dia 20, provedor Junior Ferreira agradeceu empenho do deputado Itamar e prefeito Flá em favor da Santa Casa
ESCALADA- A direção do Centro Universitário de Jales desfechou campanha publicitária destinada a anabolizar o próximo vestibular unificado programado para o  dia 18 de novembro. No rádio, percebe-se uma certa ênfase para o valor das mensalidades, aguçando o apetite  de interessados em fazer curso superior e mudar de vida.

BOLA DA VEZ- Como a disputa por vestibulandos é acirrada na região e tendo que concorrer com instituições como a Unifev (Votuporanga), Fef e Unibrasil (Fernandópolis) e Funec (Santa Fé do Sul), num raio de aproximadamente 100 quilômetros, a direção da Unijales está procurando alternativas e vem batendo bumbo no rádio e nos outdoors em torno de um novo curso —Biomedicina.

MERCADO- Segundo o Guia do Estudante, Biomedicina é um curso puxado, mas não é bicho de sete cabeças. A graduação dura, em média, quatro anos. No começo, o aluno tem aulas teóricas de, por exemplo, bioquímica e fisiologia. Mais à frente, práticas em laboratórios. O mercado de trabalho para o biomédico é atraente e, de acordo com a mesma fonte, o salário inicial é entre 5 e 7 salários mínimos    

HOLOFOTES- Para quem foi assistir ao show de Chrystian e Ralf dia 20 de outubro, no Villa Rocca,  e viu o provedor da Santa Casa, Junior Ferreira, abrir a palavra para o prefeito Flá (DEM) e  deputado estadual Itamar Borges (PMDB). ambos políticos militantes, talvez tenha estranhado. Na verdade, foi um gesto público de gratidão.  

PETIÇÃO DE ORELHA – Pouca gente sabe, mas a reversão da punição que Roque Citadini, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, tinha  recomendado à Santa Casa em face de um convênio entre o Consórcio Municipal de Saúde e o hospital, celebrado em 2009 e executado em 2010, ainda na administração Humberto Paraini, deveu-se, em larga medida, a um trabalho de convencimento feito nos bastidores por  Flá e Itamar. Em primeiro lugar, levaram a verdade dos fatos ao conselheiro Dimas Ramalho, ex-deputado federal e secretário estadual, que se encarregou de transmitir o que ouviu aos colegas do TCE, inclusive Citadini. O resto ficou por conta da competência do advogado Sílvio Salata, que fez a sustentação oral da defesa. :

FICHA LIMPA  Se a punição fosse mantida, a Santa  Casa teria que devolver mais de R$ 500 mil e, pior do que isso, ficaria proibida de receber recursos públicos —federais, estaduais e municipais. Daí o afago de Junior em Flá e Itamar minutos antes do show.

LIMPANDO A BARRA – Se é verdade que o espetáculo teve qualidade acima da média, não é menos verdade que, ao se hospedarem em Votuporanga, esnobando a rede hoteleira de Jales, conforme registrou esta coluna na edição de domingo passado, e não concedendo entrevistas à imprensa nos camarins antes do show, como é praxe em eventos beneficentes,  os  cantores tentaram ser simpáticos nas redes sociais, agradecendo o público de Jales pela acolhida. 

SANDÁLIAS DA HUMILDADE – Muito ao contrário do comportamento fora do palco, Christian e Ralph foram humildes na internet, lembrando inclusive que, no início da carreira, quando ainda se chamavam  Charles e Ralph, foram contratados para cantar na Facip . Isto nos anos 70.  

LUGAR AO SOL- O concurso público aberto pela Prefeitura de Jales para a contratação de professores,  mereceu registro na edição de 23 de outubro da  revista Nova Escola, de âmbito nacional. Motivo: a criação de novas vagas para profissionais da educação, noticiando inclusive a remuneração e a forma de inscrição para participar do certame. 

LIVRO DE PONTO- O vereador Bismark Kuwakino (PSDB) foi o único membro  da Câmara Municipal presente na posse da nova diretoria do Projeto Corpo e Mente em Movimentado, chancelado pela Sacra, braço assistencial da Diocese de Jales, na noite de quarta-feira, dia 25. Chamado a falar, Bismarck soltou os cachorros, detonando o governo federal , que retirou as dotações orçamentárias destinadas ao Sistema Único de Assistência Social (SUAS), decisão que, se mantida, vai prejudicar entidades como o projeto da Sacra.A Prefeitura foi representada  por Luana Lourenço da Silva, chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Assistência Social. 

FÔLEGO-  A propósito, o presidente da Sacra, D. Reginaldo Andrietta, bispo diocesano de Jales, fez questão de prestigiar a solenidade, embora  tivesse viajado o dia todo. E na manhã seguinte embarcou para Brasília para participar de reunião na sede da Conferência Nacional dos Bipos do Brasil. O bispo de Jales é o referencial da CNBB em relação à Pastoral Operária.