jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

ENTRE as localidades do país que começam a produzir alimentos livres de agrotóxicos, Jales é uma que se desponta ...

Contexto
21 de janeiro de 2018
ENTRE
as localidades do país que começam a produzir alimentos livres de agrotóxicos, Jales é uma que se desponta, embora com uma produção ainda tímida, mas chamando a atenção com eventos como os três seminários sobre agricultura orgânica promovido pela CODETER – Território Noroeste Paulista que em 2017 reuniu mais de 500 interessados entre produtores, técnicos e compradores.

O TEMA
despertou grande interesse entre os estudantes do Curso de Agronomia Pronera, do Campus de Iturama da Universidade Federal do Triângulo Mineiro que estiveram em Jales para conhecer um pouco da nossa agricultura (leia matéria nesta edição).

ACONTECE
que nas suas regiões a produção orgânica e a agroecologia não passam de um sonho ainda distante, daí o interesse dos futuros agrônomos em procurar saber como plantar sem veneno, inclusive manuseando alguns produtos como fizeram durante visita à Feira de Produtos Orgânicos, ao lado do Comboio.

TAMBÉM 
chamou muito a atenção dos estudantes as informações transmitidas pelo professor Nilton Marques sobre a viticultura regional, durante visita à propriedade rural da família Santim que além de algumas variedades de uvas também começa produzir vinhos finos.

ESSE
é outro segmento que torna  Jales referência em todo o país, pois as variedades de uvas desenvolvidas pela Estação de Viticultura Tropical da Embrapa são cultivadas em grandes quantidades em vários estados e vendidas até no exterior.

AS PESQUISAS
da Embrapa de Jales tornaram possível o cultivo de uvas finas em qualquer região de clima tropical, sendo que em vários locais os produtores também já vem cultivando variedades para a produção de vinhos e sucos em grandes quantidades.

ESSA SITUAÇÃO
remete mais uma vez ao questionamento sobre o que pode ser feito para transformar as condições que tornam a cidade e a região conhecidas em todo o país em recursos para os próprios produtores através de uma ampla divulgação dos seus produtos e serviços, onde um dos segmentos que também começa chamar a atenção é o turismo rural. (Luiz Ramires)