jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Entidades de Jales exigem compromisso dos candidatos a prefeito e vereadores

Carlos Alberto Brito Neto, informou que nessa reunião deverá ser firmado um termo de compromisso, em forma de carta contendo as principais reivindicações da comunidade para serem cumpridas pelos candidatos.
07 de agosto de 2016
Carlos Alberto, coordenador do Fórum da Cidadania
Algumas mudanças que incluem a proibição de doações de empresas e definem os custos das campanhas em cada município devem mudar pelo menos em parte a postura dos candidatos que se preparam para as próximas eleições, em outubro. Mas é preciso que a comunidade como um todo e principalmente os eleitores, fiquem atentos para o cumprimento das novas determinações.
Pensando nisso o Fórum da Cidadania, formado por 16 entidades, promovem, na sede da ACIJ, um encontro, no dia 8 de agosto, amanhã, reunindo membros dos partidos políticos com pré-candidatos a prefeito e vereadores para iniciar as discussões de como isso poderá ser feito. 

COMPROMISSO
O coordenador do Fórum da Cidadania, Carlos Alberto Brito Neto, informou que nessa reunião deverá ser firmado um termo de compromisso, em forma de carta contendo as principais reivindicações da comunidade para serem cumpridas pelos candidatos. 
Ao mesmo tempo a população deverá exigir que o candidato paute sua conduta pela ética, de forma transparente, durante a campanha e depois, se for eleito. Assim, ele poderá ser cobrado para que cumpra as promessas que fizer para os eleitores. 
Outra questão que deverá ser abordada no encontro está ligada ao combate à corrupção. A referência deve ser a orientação da OAB, da qual Carlos Alberto é conselheiro estadual, que prepara uma ação em nível nacional que se soma com a CNBB que também deverá mobilizar todas as dioceses para disseminar a campanha na comunidade. Por fim, o evento também deverá tratar do caixa 2, conclamando a população a fiscalizar os abusos que poderão ser denunciados através do celular, sem identificação do denunciante.
Carlos Alberto lembrou que os gastos dos candidatos a prefeito em Jales não poderão passar de 176 mil, conforme determinação do Tribunal Superior Eleitoral, com base em declarações de campanhas anteriores. Ele acredita que nessas eleições as despesas realmente terão que ser reduzidas, com menos lances de marketing e eventos que sempre acontecem, envolvendo grandes quantidades de dinheiro, pois os excessos de gastos poderão ser facilmente identificados. 

APOIO
O presidente da ACIJ, Carlos Roberto Altimari,  disse que a entidade representativa dos empresários mais uma vez reafirma seu compromisso em defesa dos interesses da comunidade, dando todo o apoio necessário para a campanha, como parceira nesse trabalho, como sempre fez durante os períodos eleitorais. Ele acredita que a campanha ganhará força no encontro do dia 8 de agosto, com representantes da imprensa, das entidades de classe, da justiça, das polícias e outros segmentos. 
O presidente da OAB de Jales, Marlon Luiz Garcia Livramento explicou como um aplicativo que deverá ser disponibilizado pela OAB nacional para o eleitor fazer suas denúncias sem a necessidade de se identificar estará à disposição dos interessados durante o período eleitoral.