jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Em Santa Fé do Sul, Jales e Sorocaba jogam pela Liga Paulista de Futsal

por Lucas Rossafa
24 de abril de 2017
A equipe do Magnus Futsal, de Sorocaba, é integrada por craques como o goleiro Tiago, da Seleção Brasileira
Em busca da primeira vitória na Liga Paulista de Futsal (LPF), a equipe de Jales enfrenta o Magnus/Sorocaba, na próxima quinta-feira, 27, no Ginásio Municipal Antônio Ramon do Amaral, em Santa Fé do Sul, às 20h. Os ingressos serão comercializados por R$ 10,00 (dez reais).
O time jalesense voltou aos treinamentos na manhã da última terça-feira. O elenco trabalhou a parte física e técnica. Ausente na derrota para a AABB, o experiente goleiro Melão é dúvida para o confronto diante do atual vice-campeão paulista e brasileiro. O camisa 1 lesionou o joelho esquerdo, foi submetido à ressonância magnética em São Paulo e já aguarda o resultado do exame em conjunto com o departamento médico.
Se o arqueiro não reunir condições de jogo, Paulo Chiaparini deve ser escalado. Natural de Jales, o garoto de 17 anos já participou das duas primeiras partidas do Jacaré. “O Paulo está começando agora, nem chegou a passar pelo sub-20. É claro que não tem tanta experiência. Porém, no último jogo, já mostrou o seu valor e sei que, se for necessário, ele vai dar o seu máximo. Estamos trabalhando para que ele esteja preparado”, declarou o técnico Élcio de Souza Oliveira.

O que esperar?
O duelo de quinta-feira reúne equipes que vivem situações opostas na tabela. Enquanto os sorocabanos ocupam a zona de classificação, com seis pontos ganhos e 100% de aproveitamento, os jalesenses estão zerados, com dois tropeços em dois jogos disputados.
“Esperamos fazer um belo jogo, vamos buscar a vitória, assim como nas partidas anteriores. Sabemos que o adversário tem oito jogadores de seleção, mas vamos buscar o resultado positivo, até porque jogaremos em casa”, planejou o comandante.
Élcio Macaco, como é conhecido entre os esportistas, ainda revelou as estratégias que devem ser colocadas em prática. “Vamos esperar o Sorocaba, trabalhar meia quadra, com marcação forte e explorar os contra ataques. O time deles é bem desenhado, tanto no ataque quanto na defesa, além de contar com um banco à altura dos titulares. Entraremos com o que temos de melhor para buscar vencer”, concluiu.

Falcão em quadra
O Rei do Futsal desfilará nas quadras do noroeste paulista na próxima semana. Falcão vem ao interior como o principal nome do elenco, apesar das presenças dos selecionáveis Tiago (goleiro) e Rodrigo (fixo). O camisa 12, na terça-feira, inclusive, marcou quatro gols na vitória por 6 a 3 sobre Indaiatuba, pelo torneio estadual.
“Com a presença de tantos jogadores de qualidade, acredito que o público compareça em peso para prestigiar o jogo”, disse Luiz Felipe Pietrobom Chiaparini, presidente do Jales Futsal.

Chegando...
Ainda de acordo com o mandatário, o clube acertou a contratação do pivô Ruan. O atleta, que estava no São José dos Campos, tem passagem pelo Corinthians. A posição, por sinal, era uma das mais carentes do elenco, segundo avaliação da comissão técnica.
Fica pra próxima!
Lipão e Clóvis Pereira, presidente do Jales Futsal e do Jales Clube, respectivamente, não entraram em um acordo e a quadra da instituição, cuja capacidade é de oito mil pessoas, não será utilizada pela equipe durante o torneio.
“Nós temos uma série de obras que precisam ser feitas para atender às reinvindicações do Corpo de Bombeiros. Não é somente na parte interna do ginásio. Temos que instalar corrimões nas piscinas, retirar toda a madeira do salão social. Este problema já vem há dois anos. Nós até podemos tocar o clube, mas estamos proibidos de realizar algum evento grande – show e/ou jogo. Para reformar toda a estrutura do clube, seria necessário desembolsar cerca de R$ 250 mil. Não temos condições de fazer isso. Eu até gostaria de ajudar, mas eu não posso autorizar nada. Se eu acatasse a decisão e acontecesse alguma tragédia, como foi na Boate Kiss, em Santa Maria/RS, há quatro anos, seria obrigado a responder a uma ação civil, penal e criminal. Infelizmente, nossa situação é delicada e não posso liberar a quadra para uma partida oficial”, explicou Clóvis Pereira.