jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Em 2016 as chuvas ficaram abaixo da média anual

Embrapa
31 de dezembro de 2016
por Marco Antônio F. Conceição
(Pesquisador da Embrapa)

O total de chuvas registrado na estação meteorológica da Embrapa, durante o ano de 2016, foi de 1023 mm (até o dia 27/12). Esse valor foi 21% inferior à média anual (1291 mm) e 31% inferior ao registrado em 2015 (1488 mm). Os meses mais chuvosos de 2016 foram janeiro (256 mm) e dezembro (227 mm), representando 47% do total registrado durante o ano inteiro. Nos demais meses, os índices foram inferiores a 100 mm (ver gráfico em anexo). 
Em dezembro, as temperaturas do ar permaneceram altas, oscilando entre a mínima de 18,5ºC e a máxima de 35,4ºC. A umidade relativa do ar, no período da tarde, ficou ao redor de 45%. Para esse valor de umidade e temperatura de 35ºC, a sensação térmica atinge 38ºC. Se a umidade do ar subir para 60%, e a temperatura continuar a mesma (35ºC), a sensação térmica passa para 42ºC. É por isso que quando ocorrem chuvas rápidas de verão (elevando a umidade do ar), principalmente durante o período da tarde (período mais quente do dia), o desconforto térmico aumenta. Em geral, nessa época do ano, a temperatura do ar somente diminui quando parte do dia fica nublado, porque isso reduz a incidência direta da radiação solar, que é muito elevada no verão. Por outro lado, a alta nebulosidade e a elevada umidade do ar durante a noite retêm o calor na superfície, fazendo com que as temperaturas noturnas sejam, normalmente, mais elevadas do que em outras épocas do ano.