quarta 15 julho 2020
Fique Sabendo

ELEIÇÕES 2020 – Não será surpresa para esta coluna se Robério Bandeira Amorim, agente da Polícia Federal lotado na Delegacia de Jales, decidir disputar uma cadeira na Câmara Municipal.

ELEIÇÕES 2020 – Não será surpresa para esta coluna se Robério Bandeira Amorim, agente da Polícia Federal lotado na Delegacia de Jales, decidir disputar uma cadeira na Câmara Municipal. Ele trabalha em Jales desde 2006, tem bom trânsito na comunidade e até participa em caráter voluntário da tentativa de revitalização do Clube do Ipê, onde joga tênis de campo.  Por enquanto, Bandeira ainda não tem filiação partidária. Mas, deu a entender a amigos pessoais que jamais se vinculará a duas agremiações cujas práticas não têm nada a ver com o que pensa.  

ELEIÇÕES 2020 (2) – Se Bandeira ainda é dúvida, há 90% de possibilidades de que outro policial federal também lotado na Delegacia de Jales dispute eleições, mas em Urânia, onde mora desde criança.  Trata-se do escrivão David Rodrigues Meneses, que foi candidato a vice-prefeito em 2016. Agora, quer começar do zero, como candidato a vereador.  Vale lembrar que, como registrou este jornal mais de uma vez, David é colega de turma e amigo pessoal do deputado federal Eduardo Bolsonaro. Ambos cursaram juntos a Academia da PF em Brasília, em 2010. 

MEIO DE CAMPO – A propósito, David foi quem fez a aproximação de Eduardo Bolsonaro com a Santa Casa de Jales, levando o parlamentar, que ainda não era o mais votado do Brasil, para conhecer o hospital. O resultado fala por si: três emendas parlamentares nos últimos três anos —uma de R$ 350 mil, outra de R$ 500 mil e a mais recente de R$ 1 milhão.

NINHO – Quem esteve presente no encontro regional do PSDB realizado em Jales no último dia 12 ficou surpreso com a presença de Edson Roberto da Silva, mais conhecido por sua intensa atuação comunitária inclusive na equipe diretiva da Santa Casa. Mas, Edson não é um estranho no ninho. Em 1988, ele foi um dos fundadores e primeiro presidente do PSDB de Estrela d’Oeste, sua cidade de origem. Em Jales, depois de muitos anos sem vinculações partidárias, voltou ao ninho tucano a convite do novo presidente Osvaldo Costa Junior. Há forte assédio dos neotucanos para que Edson dispute uma cadeira na Câmara Municipal. 

FLASH BACK – Outras presenças notadas foram a dos médicos Paulo César Mariani e Alice Antunes Mariani, ambos cirurgiões plásticos. Paulo não é neófito em política. Já foi secretário municipal de Saúde na administração Humberto Parini. Em 2010, disputou eleição para deputado estadual pelo PSB e obteve 4.900 votos em Jales. A coordenadora da campanha foi Alice. Ele também tem liderança na classe médica em nível estadual, ocupando a estratégica primeira secretaria da poderosa Associação Paulista de Medicina.    

CUSTO – Exatamente na semana retrasada quando o presidente Jair Bolsonaro encaminhou Projeto de Emenda Constitucional prevendo a extinção de municípios de até 5 mil habitantes cuja receita própria não chegar a 10% da arrecadação total, o Tribunal de Contas divulgou o Mapa das 644 Câmaras Municipais do Estado de São Paulo. 

CAMINHO DAS PEDRAS – A plataforma de livre acesso para consulta pública permite que qualquer cidadão conheça o custo e a quantidade de vereadores e quanto isto onera para cada contribuinte.  O período abrangido pelo estudo é de setembro de 2018 a agosto de 2019. Ainda de acordo com explicações do TCE, além de promover a transparência do uso dos recursos públicos e incentivar a população a exercer o controle social dos gastos dos municípios, os dados servem como suporte e subsídio para que os conselheiros relatores dos processos de prestação de contas possam emitir julgamentos pela regularidade ou irregularidade do dinheiro público utilizado no exercício do Poder Legislativo. 

RANKING - De acordo com o Mapa das Câmaras, a campeã de gastos na região noroeste é a de Catanduva (13 vereadores) com R$ 72,68 por habitante, seguida de Fernandópolis (13 vereadores) com R$ 61,54 per capta. A seguir, vem Votuporanga (15 vereadores) e custo de R$ 55,36. Curiosamente, o peso da Câmara de São José do Rio Preto, a maior cidade da região, para cada habitante, com 17 vereadores, é menor do que a de Jales com 10.  Cada rio-pretense gasta com seus vereadores R$ 46,98. Os jalesenses têm que disponibilizar R$ 52,29. 

ASA DURA – O cantor Leonardo, que se apresentou em Jales no sábado, 9 de novembro, despertou uma certa curiosidade nos moradores próximos ao aeroporto ao chegar à cidade a bordo de um Citation. Com ele, veio apenas a equipe de produção. Músicos, bailarinas e técnicos viajaram de ônibus. 

BOAS VINDAS – Por coincidência, quando a aeronave de Leonardo aterrissou, quem estava por lá era o pecuarista Helton Rossafa, membro da associação de proprietários de aviões a quem foi confiada a administração das instalações do aeroporto. Educado, como de hábito, Helton deu as boas-vindas ao artista e equipe. 

 RECUPERAÇÃO – A propósito, grandes empresários reclamam do atual estado da pista do aeroporto. Por exemplo, dia desses, Milton de Freitas, dono, entre outras empresas, da Acqua Vita, depois de aterrissar em Jales em aeronave pilotada pelo neto, fez um apelo ao prefeito através de um amigo das antigas: “peça ao filho do Doca para dar uma melhorada na pista.”. Ele se referiu desta maneira porque conviveu muito nos anos 70 com o saudoso professor Wladimir Antonio Franco, o Doca, pai de Flá. Este, de sua parte, diz que pretende recuperar pelo menos o vão central da pista até o final do mandato recorrendo ao governo estadual.

Desenvolvido por Enzo Nagata