jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

E o divã chegou a Jales

Por Roberto Gonçalves
27 de outubro de 2019
Roberto Gonçalves (presidente) e Marli Lorena (diretora) do IBPC
Monumental invenção de Freud, a psicanálise abalou os pilares da Europa
conservadora, revolucionando valores, elevando o pensamento e derrubando conceitos e preconceitos vigentes no período vitoriano.
Embora perseguido pelos próprios colegas, Freud continuou sua luta, escrevendo artigos que escandalizavam a sociedade que apoiava o pensamento radical da Rainha Vitória contra a psicanálise.
No período vitoriano, sexo era para ser praticado apenas por casais com objetivo de gerar filhos. E a tese freudiana, questionando e combatendo a Rainha Vitória, era que a sexualidade nasce com a criança. Depois de muitos artigos na imprensa europeia, Freud volta consagrado após essa genial descoberta.
Freud virou uma fábrica acelerada de novas ideias, começando pelo divã, outra grande invenção, onde percebeu que o paciente deitado fica mais à vontade para se comunicar com o psicanalista, falando mais e sofrendo menos. Com o divã, Freud inventa a cura pela palavra.
Estamos comemorando cinco anos de fundação do IBPC – Instituto Brasileiro de Psicanálise Contemporânea, nascido do sonho da Psicanalista Marli Lorena, em 2013 e concretizado em 2014, com minha colaboração.
A partir de 2014, fizemos o divã viajar pelo Brasil, começando pelo Vale do Paraíba e se espalhando por todo território nacional.
Nosso sonho era levar a psicanálise para fora dos grandes centros urbanos, permitindo que o divã chegasse ao maior número possível de pessoas que não conseguem chegar até ele, prejudicadas pela distância e desconhecimento da psicanálise.
Como jalesense, pensei trazer o divã para Jales o mais rápido possível, mas
esbarrei na dificuldade de implantar um curso de formação de psicanalistas
numa cidade distante dos grandes centros e com população não compatível com o número necessário de alunos. E para agravar a situação, Jales seria a menor cidade do mundo a ter um curso de psicanálise. 
E a comemoração dos cinco anos do IBPC tem como ponto alto, mais uma vez, a mão rígida, mas generosa da Dra. Marli Lorena, Diretora do IBPC., vencendo meu desânimo com palavras duras, mas incisivas, sobre o problema, dizendo que deveria jogar pesado, como presidente do IBPC, usando meu currículo e prestígio para trazer o curso de psicanálise para Jales. E com o incentivo de Dra. Marli, fui à luta e conseguimos uma vitória inédita para Jales: a menor cidade do mundo que conseguiu um curso de psicanálise.
Estamos fazendo cinco anos e o divã voa com nosso suor e nossa imaginação com Jales e pelo Brasil!

Roberto Gonçalves
(é Psicanalista, presidente do Instituto Brasileiro de Psicanálise Contemporânea, historiador, cientista político e escritor)