quarta 08 abril 2020
Arquibancada

Domingo de clássico no interior

O Campeonato Paulista está apenas na segunda rodada, mas hoje, às 16h, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, Palmeiras e São Paulo já se enfrentam no primeiro clássico estadual desta temporada. Com a equipe reformulada, o Verdão estreou goleando o Ituano por 4 a 0, enquanto o Tricolor derrotou o Água Santa, no Morumbi.
Sem dinheiro em caixa para contratar, o São Paulo optou pela manutenção do elenco neste início de ano e a principal notícia foi a permanência do goleiro Tiago Volpi, comprado junto ao Querétaro-MEX. Comandado por Vanderlei Luxemburgo, o Palmeiras também passa por momento de contenção de gastos, se desfez de alguns atletas e resolveu apostar nos talentos da base.
A goleada diante do Ituano na abertura do campeonato comprovou o bom momento do Alviverde neste começo de temporada. Após garantir o título da Flórida Cup mesmo sem grandes atuações, o time apresentou bom futebol, principalmente no segundo tempo, e não encontrou dificuldades para derrotar a equipe de Itu. Participativo, Lucas Lima balançou a rede e foi um dos destaques da partida.
A vitória por 2 a 0 no confronto com o Água Santa também trouxe boas notícias para o começo de ano tricolor. Atrapalhado pelas lesões em 2019, Pablo marcou seu primeiro gol na temporada, e Volpi mais uma vez foi seguro na meta são-paulina. Valorizando o estilo de Fernando Diniz, a equipe trocou muitos passes no meio-campo, com boas atuações de Hernanes e Daniel Alves.
Pressionado pelo retrospecto ruim em clássicos, o time do Morumbi não vence o Palmeiras, fora de casa, desde 2014. Além disso, há três anos o São Paulo não sabe o que é derrotar um rival longe dos seus domínios. O último triunfo aconteceu em 2017, quando a equipe na época comandada por Rogério Ceni venceu o Santos por 3 a 1, na Vila Belmiro.
A expectativa é que a partida deste domingo seja disputada, com propostas ofensivas das duas equipes em busca do gol. Por atuar diante da sua torcida e estar menos pressionado, o Palmeiras apresenta ligeiro favoritismo. Em busca de confiança e paz para o trabalho de Fernando Diniz ter continuidade, o São Paulo precisa da vitória e uma derrota pode representar o primeiro momento turbulento do ano para o Tricolor.

Eduardo Martins 
 (jalesense, aluno do 4° ano de jornalismo da PUC-Campinas) 
Desenvolvido por Enzo Nagata