contato@jornaldejales.com.br
17 3632-1330

DIFERENTE do combate à dengue que exige a participação do poder público e da população para reduzir os criadouros das larvas do mosquito aedes aegypti eliminando água parada ou o próprio mosquito, com as pulverizações, o coronavírus, como o próprio nome diz, é um vírus e como tal só pode ser evitad

Contexto
22 de março de 2020
DIFERENTE 
do combate à dengue que exige a participação do poder público e da população para reduzir os criadouros das larvas do mosquito aedes aegypti eliminando água parada ou o próprio mosquito, com as pulverizações, o coronavírus, como o próprio nome diz, é um vírus e como tal só pode ser evitado com as precauções tomadas pelas pessoas que devem estar sempre atentas às recomendações das áreas de saúde. 

MAS
esse controle também depende muito das decisões oficiais, impedindo situações que possam contribuir para com a transmissão do vírus, além,é claro, de procurar criar as estruturas suficientes para o atendimento dos infectados, o que sabemos ser praticamente impossível, quando a situação se agravar, como vem acontecendo. 

TAMBÉM
não dá para confiar nos números, pois como a dengue, talvez a maioria dos casos de coronavírus nem chega a ser registrada, com as pessoas se cuidando em casa, mas perigosamente se transformando em transmissores para muita gente com as quais entram em contato.

NO CASO
da dengue,  sabemos que os números oficiais são bem menores que os reais pelo simples fato de que só são registrados os atendidos pelo sistema público de saúde e não pelas clínicas particulares, com os exames feitos em laboratórios, sendo que a quase totalidade dessas pessoas não se preocupam em comunicar as autoridades sanitárias.

SÃO
situações muito graves com as quais não se deve brincar ou menosprezar achando que não são tão ameaçadoras, pois podem até matar e em muitos casos deixar sequelas comprometendo a saúde de suas vítimas, principalmente as crianças e os idosos que são os mais vulneráveis.

OS
custos com as precauções tomadas contra o coronavírus são altos, mas necessários enquanto os casos não entrarem em escala decrescente, pois até lá muitas vidas estarão em jogo e isso não tem preço. (Luiz Ramires)