contato@jornaldejales.com.br
17 3632-1330

Despedida de ídolos

Por Eduardo Martins
22 de janeiro de 2020
Eduardo Martins
Novo comandante do Corinthians para 2020, Tiago Nunes começou a promover mudanças no Timão e anunciou nesta última semana que não conta com o futebol de Ralf e Jadson para esta temporada. Ídolos do Alvinegro, a dupla deixa Itaquera com um currículo repleto de títulos e enorme reconhecimento da torcida corintiana.
Contratado em 2010 após se destacar pelo Grêmio Barueri, Ralf é um dos maiores vencedores da história do Corinthians. Tricampeão paulista, bicampeão brasileiro, campeão da Libertadores, do Mundial de Clubes e da Recopa Sul-Americana, o volante tem oito conquistas em oito temporadas, juntando as duas passagens pelo clube. A primeira ocorreu entre 2010 e 2015, enquanto a segunda durou de 2018 a 2019. 
Atleta do São Paulo antes de vestir a camisa alvinegra, Jadson também teve grande passagem pelo Timão e foi um dos maiores meias da equipe na última década. Com atuações impecáveis no título brasileiro de 2015, criou identificação com a torcida, mas logo em seguida acabou se transferindo para a China. Um ano depois retornou sob o comando do técnico Fábio Carille e foi importante novamente em mais um título nacional.
Buscando mudar o estilo de jogo do Corinthians e propor um futebol mais ofensivo, é possível entender o motivo que fez Tiago Nunes optar pelas saídas de Ralf e Jadson. O primeiro sempre se destacou pela marcação forte, mas apresenta dificuldades para sair jogando, enquanto o ex-camisa 10, com 36 anos, não tem mais a velocidade de antes e já mostrou dificuldades para render em 2019. 
Mesmo diante deste cenário era necessário um maior cuidado com os dois jogadores e o Corinthians errou até o momento ao não fazer nenhuma homenagem aos atletas. Tiago Nunes também poderia ter conduzido melhor a situação, principalmente por estar comandando pela primeira vez na sua carreira um gigante brasileiro.
A expectativa que fica é como o time vai se comportar sem os dois jogadores. Com rendimento ruim em 2019, Jadson já vinha sendo substituído pela dupla Mateus Vital e Pedrinho, que agora também tem a companhia de Luan. Já Ralf, titular absoluto no último ano, deve dar lugar ao volante Gabriel.

Eduardo Martins 
 (jalesense, aluno do 4° ano de jornalismo da PUC-Campinas)