jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

DEFENSORIA – Não será surpresa para esta coluna se Jales conquistar a Defensoria Pública Federal. Fonte da maior credibilidade garante que, em decisão recente, o Superior Tribunal de Justiça autorizou a criação de referida instância de defesa dos fracos e oprimidos.

Fique Sabendo
19 de agosto de 2018
Após o Simpósio sobre Governança na Internet, o pesquisador e escritor Sebastião Squirra autografou livro de sua autoria para Jorge Gregório, docente da Fatec e editor da coluna Fatecnologia do J.J.
DEFENSORIA – Não será surpresa para esta coluna se Jales conquistar a Defensoria Pública Federal. Fonte da maior credibilidade garante que, em decisão recente, o Superior Tribunal de Justiça autorizou a criação de referida instância de defesa dos fracos e oprimidos. Aos fatos: em 2010, quando era Procurador da República em Jales, Thiago Lacerda Nobre, hoje chefe do Ministério Público Federal em São Paulo, propôs Ação Civil Pública solicitando a criação e instalação da Defensoria. A União recorreu, mas, fora do prazo. Ou seja, salvo melhor juízo, basta apenas instalá-la.

DEBATE – A Band bateu todos os recordes de audiência com o debate entre os presidenciáveis no último dia 9 de agosto. Segundo o Ibope, o enfrentamento entre os candidatos rendeu média de 8,3 pontos, com picos de 11. Cada ponto naquele horário (22 horas) corresponde a 245 ml domicílios ou 688 mil espectadores. Ou seja, o debate foi visto por aproximadamente 5 milhões de pessoas. 

FILHO DA TERRA – O Grupo Bandeirantes de Comunicação mobilizou um verdadeiro exército de jornalistas para viabilizar o debate. Entre os profissionais que trabalharam nos bastidores estava o jalesense Daniel Nogueira Pereira, filho da fisioterapeuta Rosemary Nogueira e do engenheiro agrônomo e professor Fernando José Pereira, que foi diretor da Escola Técnica de Jales por 10 anos e hoje mora em Praia Grande.

ASTRAL- Do alto da experiência de quem já exerceu mandato eletivo como vereador em Buritama  e  foi assessor parlamentar do deputado federal Vadão Gomes em Brasília, o empresário Luís Henrique Moreira, candidato a deputado estadual pelo “Podemos”, aprendeu a não acreditar em contos de fadas. Mas, era visível a sua animação quando na terça-feira, dia 14, ele ligou para a redação para noticiar a presença do presidenciável Álvaro Dias e da presidente nacional do partido, deputada federal Renata Abreu, hoje, dia 19, em Jales. LH exalava confiança no celular: “estou acreditando que vamos chegar”. 

DOBRADINHAS – Além de Renata Abreu, com quem Luís Henrique diz ter acordos em algumas cidades e na capital, deverá estar presente no encontro de hoje o deputado federal Dr. Sinval Malheiros, cuja base eleitoral é Catanduva, mas que tem votos no Estado inteiro.

BON ODORI – Como faz todos os anos, a deputada estadual Analice Fernandes (PSDB) bateu ponto no Bon Odori, manifestação cultural típica da colônia japonesa em Jales.

DE PAPEL PASSADO – O delegado de polícia Edson Sakashita participou da convenção do PHS e teve homologada sua candidatura a deputado estadual.

PEDRA CANTADA – Quando este comentarista, na condição de mediador,   disse na abertura que o Simpósio sobre Governança na Internet promovido pela Associação Comercial e Industrial de Jales, dia 9 de agosto,  reforçava a histórica posição de Jales como cidade à frente de seu tempo , o fez citando uma serie de episódios.  Pois bem, uma semana depois do evento, o jornal O Estado de S. Paulo publicou um suplemento especial de 12 páginas que tem tudo a ver o que foi discutido em Jales.

PROTEÇÃO DE DADOS -   Assim como o renomado pesquisador Sebastião Squirra, autor de livros sobre o assunto, o delegado de polícia Higor Jorge, uma das maiores autoridades em crimes cibernéticos do país, a professora universitária Elisandréa Dias e a jornalista Marina Neto, mestranda em Tecnologia de Informação e Comunicação, que foram os quatro debatedores, o suplemento do Estadão dedicou a maior parte de seu espaço à proteção de dados

NICHO- A regulamentação de legislação para internet amplia campo de atuação dos advogados. Para preparar esse novo profissional, faculdades de direito abordam temas que vão de crimes cibernéticos à inteligência artificial. 

HOMEM BOMBA – Calmo como nunca esteve, Ricardo Junqueira, auditor fiscal concursado da Prefeitura de Jales, esteve na redação do Jornal de Jales no final da tarde de terça-feira, dia 14 de agosto, véspera de feriado para entregar cópia da representação protocolada minutos antes na Câmara Municipal contra o vereador Tiago Abra (PP), por eventual infração do Código de Ética e Decoro Parlamentar. Ricardo explicou que a decisão tem a ver com o que considerou ofensas do vereador Tiago Abra (PP) contra ele e também referências desrespeitosas a outros membros da Casa. O auditor informou que, além de se exonerar como Controlador Interno da Prefeitura, ele também vai usar o seu direito de requisitar licença-prêmio e gozar férias para melhor calibrar sua atuação em todos os episódios decorrentes da Operação Farra no Tesouro deflagrada pela Polícia Federal.