Cidade

Debate sobre mudanças na pandemia teve como coordenador o presidente do Sindicato dos Motoristas de Jales

Por Luís Ramires

O que os sindicatos podem fazer para enfrentar as dificuldades impostas nesse período de pandemia, como conduzir os acordos coletivos, como entender a aplicar as novas normas trabalhistas e as mudanças na legislação. Estes foram os assuntos mais comentados no debate virtual promovido pelo Coletivo Jurídico da Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado de São Paulo tendo como mediador o presidente do Sindicato dos Motoristas de Jales e Região, José Roberto Duarte da Silveira. 

 O debate aconteceu no dia 21 de julho, terça-feira, das 10 às 13 horas e contou com a participação de dirigentes sindicais e advogados de todo o Estado de São Paulo, além de sindicalistas do Paraná e Rio de Janeiro que puderam se informar e ao mesmo tempo tirar suas dúvidas a fim de conduzirem melhor as negociações com as empresas do setor.

O presidente do sindicato de Jales destacou que em momentos como este é fundamental a participação dos sindicatos nas discussões e encaminhamento de reivindicações, conhecendo as decisões do governo e os efeitos da crise provocada pela pandemia da Covid-19. “É impotente que as lideranças sindicais se informem e tirem suas dúvidas sobre as normas, decretos e mudanças na legislação que estão sendo anunciadas em função deste momento específico, que reflete na vida de cada trabalhador”, afirmou.

Como diretor da Federação, José Roberto explicou que a entidade e seus filiados não estão parados, pois o trabalho é até maior para administrar esse período cujos resultados dependem da união da categoria e da força de cada sindicato, com o apoio de suas bases para que as negociações sejam mais favoráveis aos trabalhadores.

O debate virtual, além de não colocar em risco seus participantes, passa a ser um instrumento poderoso por possibilitar a participação de representantes sindicais dos locais mais distantes do país, para dar andamento aos trabalhos e ao mesmo tempo poderem se posicionar e tirar suas dúvidas ao vivo, como lembrou José Roberto.