jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

De malas prontas para Portugal

por Rafael Honorato
05 de agosto de 2018
Com passaportes em mãos e sorriso no rosto, a família embarca amanhã para Portugal
O desejo de dar um futuro melhor à filha é a motivação principal que levou o programador de produção Fauzer Prado, 34 anos, e a professora Taisa Faria, 32, a tomarem a decisão de se mudar para Braga, em Portugal. As malas já estão prontas, e eles partem amanhã, segunda feira, 6 de agosto, com a filha Isabela, de 2 anos.
A vontade de encarar esse desafio começou há pouco mais de um ano. Um amigo disse a Fauzer que iria se mudar para a Europa em busca de oportunidades, e desde então essa ideia começou a “martelar” na cabeça do programador. Muito religioso, ele recorreu a fé para saber se aquele era ou não o caminho que deveria seguir. “Eu pedi a Deus que me desse sabedoria e que me guiasse pra seguir o caminho correto”, contou. Depois de dias de reflexão e conversa com a esposa a decisão da mudança foi tomada.
 
MOTIVOS
A principal razão pela qual o casal escolheu viver na Europa é ter qualidade de vida, em especial pensando na filha Isabela. Lá eles acreditam que a pequena poderá ter uma educação melhor e mais oportunidades futuras.
Eles dizem que amam o Brasil, e que nunca vão falar mal das terras canarinhas, mas acreditam que hoje o país é cercado de incertezas. “Ninguém sabe se amanhã ainda estará empregado, se as coisas vão estar mais caras, é muita incerteza”, contaram.
Depois de pesquisas, viram em Portugal um país em plena expansão, com pouca criminalidade e muitas oportunidades de emprego, e enxergaram a pátria mãe como sendo o local ideal para criarem a filha.
Um dos pontos que pesou também na escolha de Portugal foi a língua, que tem semelhança com a portuguesa falada no Brasil e isso pode facilitar na adaptação.
 
PLANEJAMENTO
Logo depois que tomaram a decisão da mudança eles começaram a se planejar. Ao todo foi quase um ano de intensos estudos e preparação. Tudo foi pensado nos mínimos detalhes para que a viagem e moradia na Europa ocorram dentro do previsto. “Acho que o planejamento é um dos principais pontos para quem pensa em sair do país. Não adianta chegar lá achando que vai ser fácil porque não vai, e se tudo não estiver planejado, vai ser mais complicado”, comentou Fauzer. Ele disse que no início só ele vai trabalhar, isso para que a esposa e a filha se adaptem ao novo lar. Mas no futuro, não descarta a possibilidade de Taisa, que tem cursos na área de estética, talvez abrir o próprio negócio.
Fauzer finalizou deixando uma reflexão: “ Todos temos planos na vida. Onde você quer estar daqui dez, vinte anos? E todos nós recorremos a Deus nesse momento, pedindo que ele nos agracie com o que queremos. Mas o que você está fazendo para conseguir isso? Não depende só de Deus, você também tem que fazer sua parte, se preparar, pra quando Deus te abençoar com a oportunidade, você estar preparado para abraçá-la”.


Brasileiros em Portugal

Hoje, cerca de 80 mil brasileiros vivem em Portugal, segundo dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), órgão responsável pelo controle de imigração português. Isso representa quase 25% do total de estrangeiros que vivem no país. Mas acredita-se que esse número seja bem maior por causa daqueles que estão em situação irregular.
Os principais motivos que fizeram essa crescente imigração Brasil/Portugal, é a fuga da crise econômica, situação conturbada da política, busca por qualidade de vida, melhor educação, mais segurança e emprego.
O salário-mínimo em Portugal hoje é de 676 euros, cerca de R$2.900. Mesmo assim acredita-se ser uma boa opção a mudança para pessoas que tenham planejamento e suporte financeiro.