jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Constelação sistêmica familiar

Por Ana Maria Garcia da Silva
13 de outubro de 2019
Ana Maria Garcia da Silva
Constelação Sistêmica Familiar é uma abordagem da Psicoterapia Sistêmica Fenomenológica, isenta de crenças religiosas, místicas ou sobrenaturais, criada e desenvolvida pelo alemão Bert Hellinger. De acordo com suas pesquisas, a maior parte dos conflitos, problemas, dificuldades e até doenças estão ligadas a destinos de membros de seu grupo familiar, e independentemente de quem somos e como são nossas relações, fazemos parte desse grupo e sofremos influências. 
Bert Hellinger acreditava que existem três Leis Naturais que atuam nos relacionamentos humanos: Pertencimento, Ordem e Equilíbrio. Quando essas leis naturais não são respeitadas, ocorrem desiquilíbrios, disfunções de comportamento e conflitos num grupo de pessoas. 
Através das constelações, percebemos como somos afetados emocionalmente pelas gerações passadas e como afetaremos as gerações futuras, isto porque, todo indivíduo pertence a um sistema familiar e traz consigo emoções e energias inconscientes e esses bloqueios inconscientes causam emaranhamentos e tendências a seguir o  padrão adotado pelas gerações anteriores (pais, avós, bisavós), reproduzindo comportamentos semelhantes aos dos ancestrais. A técnica psicoterapêutica objetiva libertar o ser humano dessas dificuldades, permitindo identificar os emaranhamentos presentes na problemática, estabelecendo decisões que gerem harmonia e aceitação por todos os envolvidos, permitindo que o fluxo da vida siga em paz.
Na prática, as vivências de Constelação Familiar podem ser aplicadas individualmente, entre o facilitador e cliente utilizando-se bonecos, figuras, desenhos etc, ou podem ser feitas em grupo, constantes de facilitador, cliente, representantes e plateia, onde são escolhidas pessoas para representar um tema específico e vivenciarem as experiências trazidas no campo morfogenético, cujas representações consistem numa espécie de simulação do sistema familiar.
As constelações trazem à tona emoções e fatos que sequer sabemos que existem e através dela podemos abrir caminhos, nos libertar para novas atitudes ou terapias complementares.

Ana Maria Garcia da Silva
Advogada Sistêmica - Facilitadora em Constelações Familiares Sistêmicas