jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Chuva em janeiro pode ser a maior já registrada em Jales

por Luiz Ramires
22 de janeiro de 2017
A chuva derrubou essa ponte e interrompeu o acesso à Embrapa e às propriedades rurais do Bairro Barra Bonita
Em apenas 20 dias de janeiro as chuvas medidas no serviço de meteorologia da Estação Experimental de Viticultura Tropical da Embrapa de Jales chegaram a 352,2 milímetros, na sexta-feira, dia 20, pela manhã. Do dia 19 para o dia 20, a chuva chegou a 19 milímetros. Em apenas um dia choveu 127,4 mm, índice registrado no dia 17 de janeiro, terça-feira.
Com a continuação das precipitações nessa intensidade nos próximos dias, segundo apontam as previsões, tudo indica que este poderá ser o mês de janeiro com maior índice registrado até agora pela estação. 
O supervisor da Embrapa em Jales, João Dimas Garcia Maia disse que a média para janeiro, na estação, sempre foi em torno de 300 milímetros, mas este ano certamente deverá passar dos 400.

ESTRAGOS
Com tanta chuva além da média para esse período, os danos causados principalmente nas vicinais e nas estradas rurais também aumentam, exigindo um esforço maior da Prefeitura, na recuperação das mesmas.
Um desses problemas foi causado na própria estrada do Bairro Barra Bonita, que dá acesso à Embrapa, que mais uma vez ficou intransitável, como já havia acontecido em anos anteriores.
O rompimento desta vez aconteceu em uma ponte que passa sobre a nascente que deságua no Córrego Barra Bonita, obrigando os funcionários da Embrapa e todos os produtores rurais com propriedades acima do local a desviarem por vários quilômetros, até um lugar conhecido como Picadão, no Córrego da Sofia, próximo à estrada velha para Paranapuã. O problema é que essa estrada também já está bastante danificada e logo poderá ser interrompida, se não forem tomadas medidas urgentes, com explicou Dimas.