segunda 06 julho 2020
Fique Sabendo

CAVALO DE FERRO – Não será surpresa para esta coluna se a construção do viaduto sobre a rua Minas Gerais, nas proximidades do Jardim São Gabriel, começar entre o final de fevereiro e meados de abril do próximo ano.

CAVALO DE FERRO – Não será surpresa para esta coluna se a construção do viaduto sobre a rua Minas Gerais, nas proximidades do Jardim São Gabriel, começar entre o final de fevereiro e meados de abril do próximo ano. Depois de pronto, o viaduto, que terá obras complementares, vai aliviar a vida dos que usam a passagem de nível da Rua Maranhão e que, uma vez sim, outra também, são obrigados a assistir ao desfile dos megacomboios da Rumo, alguns com mais de 100 vagões. 

GANHA-GANHA – Fonte desta coluna explicou que a construção do viaduto independe da antecipação da prorrogação da concessão à Rumo da malha ferroviária paulista, que vence em 2028. Sabe-se que aquela empresa multinacional deseja ampliar o pátio de manobras de seus trens em Jales e, para evitar transtornos aos motoristas que usam a passagem de nível, vai investir na obra mencionada no primeiro tópico. Ou seja, ganha a empresa e ganham os jalesenses. 

CORPO PRESENTE – Ainda de acordo com o que apurou esta coluna, técnicos da Rumo já estiveram em Jales examinando in loco o melhor local para erguer o viaduto sendo recebido pelo engenheiro Manoel de Aro, secretário de obras do município. A escolha de trecho da avenida Minas Gerais não foi por acaso.  De outra parte, está programada para os próximos dias a visita técnica de representantes de empresas que se interessarem pela obra. A tal visita técnica é necessária para que as construtoras tenham ideia real do que deseja o contratante.  

BEM NA FOTO – Embora o prefeito Flávio Prandi Franco (DEM) esteja fechado em copas sobre construção de viadutos, sabe-se que sua participação no painel técnico promovido pelo Tribunal de Contas da União, dia 26 de setembro, em Brasília, quando falou em nome dos 645 prefeitos paulistas, tornou-o mais próximo dos diretores da Rumo. Como informou este jornal, o encontro foi transmitido via YouTube e teve ampla repercussão. Flá é presidente da Associação dos Municípios da Araraquarense, com 127 prefeitos. 

CAPAS PRETAS – Entre outros, estiveram presentes naquele painel figurões como o ministro  José Múcio Monteiro, presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Augusto Nardes, relator do processo de renovação da concessão da malha ferroviária paulista, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, além de Jairo Cordeiro, diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres, diretores da Rumo.

PODIO – Tema de entrevista com o desembargador Manuel Carradita, corregedor do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, que atribuiu nota 9,5 à Vara do Trabalho de Jales, classificada em 20% lugar no Brasil, segundo o Índice Nacional de Gestão de Desempenho criado pela Corregedoria Geral da Justiça do Trabalho, a unidade de Jales  está no pódio em outro ranking —o do TRT-15. A Vara do Trabalho de Jales ostenta o 2º lugar. 

PAPO CABEÇA- E mais: a Vara de Jales é uma das recordistas nacionais em conciliação entre reclamantes e reclamados. Segundo Airton Sérgio Guastali, diretor de secretaria, de 662 processos ajuizados até julho de 2019, 462 foram resolvidos através de conciliação. 

BATENDO ASAS – Diz a sabedoria popular que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Só que o deputado federal Fausto Pinato (Progressistas) parece não acreditar nisso.  A imprensa de São José do Rio Preto tem veiculado com alguma frequência rumores segundo os quais Pinato pretende transferir seu domicílio eleitoral de Fernandópolis para São José do Rio Preto e disputar a eleição municipal do ano que vem. Quem descobriu esse mapa da mina foi Edinho Araujo (MDB), nos anos 90, quando trocou Santa Fé do Sul por Rio Preto, elegendo-se prefeito três vezes e é virtual candidato ao quarto mandato.

HUMANIZAÇÃO –A UPA de Jales funciona muito bem. O testemunho insuspeito é da ex-vereadora petista Pérola (2008/20016), que acena com a possibilidade de disputar eleições novamente.  Acometida de forte amigdalite, que chegou a afetar sua voz, Pérola Cardoso foi atendida na UPA na última segunda-feira, dia 14. Ela disse ter saído de lá com ótima impressão, principalmente pelo tratamento humanizado que lhe foi dispensado e a todos os que estavam lá. O médico que a atendeu foi um jovem prata da casa —Victor Hugo Azevedo Agostinho, filhos dos professores Vilma, diretora de escola na rede municipal de educação, e Marcelo, docente na rede estadual.   

HUMANIZAÇÃO  2) – Vale registrar que de humanização Pérola entende muito. Ela foi voluntária do Hospital de Câncer de Barretos entre 2004 e 2010. Depois que a unidade de Jales foi inaugurada, ela passou a coordenar o setor de captação e há dois anos presta serviços à Apae também na área de captação.  

Desenvolvido por Enzo Nagata