jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Casos de sarampo começam a preocupar Jales e a região

por Luiz Ramires
11 de agosto de 2019
Morador da região recebe a vacina contra o sarampo
Apesar de ter apenas um caso da doença registrado, segundo informou a secretaria de Saúde Maria Aparecida Moreira Martins, Jales é uma das quatro cidades do Noroeste do Estado a ser incluída entre os municípios em situação de risco contra o sarampo. As outras três são Estrela d’Oeste, Fernandópolis e São José do Rio Preto, segundo lista divulgada pelo Ministério da Saúde. 
As crianças de seis meses a um ano que moram nas cidades onde há surto de sarampo devem tomar uma dose extra da vacina. Além de proteger, a medida de segurança pretende interromper a cadeia de transmissão do vírus do sarampo no país. As vacinas, segundo o ministério, estão disponíveis nos postos de saúde.
Nas três cidades da região de Jales, a que mais preocupa é Fernandópolis onde já foram confirmados 27 casos, enquanto outros 30 aguardam os resultados dos exames. Em Estrela d’Oeste, de cinco notificações três deram negativo e duas ainda estão sendo investigadas. Em Rio Preto foram constatados cinco casos positivos em uma mesma escola. Em Araçatuba também foi registrado um caso positivo.
O portal de notícias G1 confirmou um único caso em Jales, segundo informação fornecida pela enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Eloá Koga. Ela disse que está sendo feito o bloqueio com quem teve contato com a pessoa infectada. Também estão sendo intensificadas as ações preventivas, aderindo à campanha no Estado. Qualquer caso suspeito, segundo ela, é visto como se fosse um surto, fazendo bloqueio com a família. 
Normalmente, crianças com um ano de idade já precisam tomar a dose da vacina e três meses depois, fazem o reforço. Agora, com seis meses de vida, as crianças precisam tomar a dose chamada de ‘dose zero’. Mesmo tomando essa dose, as crianças precisam tomar as vacinas dos 12 e 15 meses.