jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Carnaval, um bom negócio

Editorial
11 de fevereiro de 2018
Houve um tempo em que carnaval em Jales, além de divertir os foliões, consolidava a condição de cidade centro de região.
Entre o final dos anos 70 e até metade dos 80, quatro escolas de samba transformavam a avenida Francisco Jalles e, posteriormente, a Rua 11, em autêntico sambódromo.
No domingo e na terça-feira, a “Capela”, os “Acadêmicos do Sambatuque”, o “Sputinik” e, durante certo período, os “Anjos da Raça do Jardim Paraíso”, levantavam a plateia. E, correndo por fora, o irreverente Bloco dos Sujos.
A disputa era acirrada. A tal ponto que, em função da rivalidade, a apuração passou a ser feita no Ginásio Municipal de Esportes, na Quarta -feira de Cinzas, com transmissão pelo rádio e  a presença de policiais militares.
Nos anos 80, o carnaval de salão bombava e era considerado um dos melhores do interior. No Clube do Ipê brilhava a banda Jair Supercap Show que, no réveillon, tocava no Ilha Porchat Clube, no litoral, com transmissão pela Bandeirantes em rede nacional.
O Jales Clube não ficava atrás. Passaram pelo palco da agremiação algumas das melhores bandas do país contratadas a peso de ouro por uma diretoria sequiosa de oferecer aos sócios e visitantes cinco alucinantes noites de folia.
Resultado: ninguém saía da cidade durante o chamado reinado de Momo. Grupos se organizavam em blocos e frequentar os dois clubes era programa obrigatório de pessoas de todas as idades.
Com isso, por conta do milionário carnaval, todos ganhavam: butiques, hotéis, restaurantes, bares, lanchonetes, farmácias, postos de gasolina, enfim, o comércio como um todo.
Com o advento dos ranchos nas orlas de Santa Fé do Sul, Rubinéia, Três Fronteiras e Santa Albertina, o carnaval foi se esvaziando.
Mas, tudo indica que os bons tempos voltarão graças à iniciativa privada. O Almeria Eventos, por exemplo, fez dois bem sucedidos testes, em 2017 e 2018, promovendo bailes pré-carnavalescos de amplo sucesso.
De sua parte, a diretoria da Associação Atlética Banco do Brasil também resolveu investir na folia, promovendo uma noite para adultos, amanhã, segunda-feira, e duas matinês, hoje e terça-feira.
Espera-se que, tendo em vista o entusiasmo dos foliões, o carnaval de rua volte a colocar Jales em posição de destaque, permitindo, de quebra, que o comércio fature em cima da folia e dos foliões.