jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

CANTO DO GALO ...

Fique Sabendo
08 de maio de 2017
Hilário Pupim, secretário de Agricultura, elogiado por deixar cidade limpa após cavalgada.
CANTO DO GALO- Pedro Manoel Callado Moraes, recém-nomeado Procurador Geral do Município de Jales, chegou cedo à Prefeitura para iniciar seu primeiro dia de trabalho à frente do órgão, terça-feira, 2 de maio. Ele conta que, qual não foi sua surpresa, quando viu que o prefeito Flá já tinha  chegado primeiro e estava recebendo Oswaldo Soler Junior, um dos mantenedores da Unijales. Registre-se que a Prefeitura só abre às 9 horas. 

LAVA JATO – A história está contada na edição de quinta-feira, 4 de maio, da Folha de S. Paulo. O jornalista Marcelo Toledo —o mesmo que fez matéria de meia página sobre o lançamento da candidatura única de Flá,o que tornou Jales uma das 40 cidades do Brasil a adotar o modelo — foi impedido de entrar no leilão de gado “A noite dos campeões”, sob o comando da Programa Leilões, terça-feira, dia 2 de maio, em Uberaba. O jornalista deu a entender que o veto  se deveu à presença de criadores como Pedro Novis, ex-presidente da Odebrecht,e de Jorge Picciani, presidente da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, ambos enrolados na Operação Lava Jato. Sem acesso ao local, o jornalista teve que acompanhar o leilão pela tevê, onde soube que 50% de um animal de Novis, ex-presidente da Odebrecht, dono da fazenda Guadalupe, foi vendido em 24 parcelas de R$ 2,500,00

MESA CATIVA – Em contrapartida, um jalesense , Luís Henrique de Oliveira, o Henrique do CAJ, não tem a menor dificuldade de acesso a esses leilões de elite. Não se sabe como , mas ele está em quase todos, leva alguns amigos e o grupo recebe tratamento vip onde chega.      

COFRE- O Refis ( Programa de Refinanciamento de Dívidas)  apresentado pela atual administração sob a forma de projeto de lei e aprovado pela Câmara Municipal para permitir aos contribuintes em atraso regularizarem sua situação pela via administrativa deve render algo em torno de R$ 2 milhões aos cofres municipais. Até o momento em que redigíamos esta coluna, os devedores  já tinham garantido  cerca de R$ 1 milhão, 844 mil e 492 ., conforme informou o diretor da Divisão  de Tributação da Prefeitura, Ailton Vieira de Souza. 

RODAGEM – Mesmo levando-se em consideração que o prazo final para que os que estão em atraso com o fisco municipal só  expira em 31 de maio, o diretor  de Tributação fez algumas ponderações.  Do alto da experiência de quem trabalha há 36 anos na Prefeitura,  dos quais 31na Tributação, Ailton acredita que dificilmente será possível arrecadar acima de  R$ 2 milhões ou um pouco mais.. Segundo ele, tem devedor em atraso que paga uma ou duas parcelas neste ano, para de pagar o resto e volta no ano seguinte para firmar novo acordo. 

CARTÃO VERMELHO – Para resolver o impasse, a solução , para os próximos anos, talvez seja endurecer  a lei do Refis barrando   os contribuintes que não cumprem os acordos firmados para parcelamento.
 
DENTES DE LEITE – Ailtinho, como é conhecido, faz questão , sempre que pode, de creditar o seu ingresso no serviço público ao hoje conceituado advogado Juarez Canato, na época soldado da PM e coordenador da Guarda Mirim. Também são da mesma safra levada por Canato  para a Prefeitura,  entre outros, servidores categorizados como André Wilson Neves da Silva (Finanças), José Luís Francisco (atual presidente do sindicato da categoria, e Adevair David (DVOP), além de profissionais liberais como Edson David (hoje engenheiro)
 
BOLA DENTRO- Se muitos torciam o nariz  em relação às cavalgadas que passavam pelo centro da cidade em datas festivas, em decorrência da sujeira deixada pelos animais, a atual administração se encarregou de eliminar o estresse com uma providência muito simples. O prefeito Flá incumbiu o secretário municipal de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Meio Ambiente, Hilário Pupim. de encontrar uma solução. O experiente Hilário cumpriu a missão. Assim que cavalos e cavaleiros passaram pelas principais avenidas rumo à Facip, ponto final do encontro do dia 21 de abril, uma pá carregadeira e mais 8 servidores comandados por Hilário passaram atrás das comitivas e se encarregaram de deixar tudo bem limpo, o que gerou bons comentários em todos os ambientes.   

FRALDÕES- A propósito de dejetos deixados por animais, a partir da segunda quinzena de maio, os equinos de Vitória da Conquista, importante cidade da Bahia, só poderão transitar levando seus donos ou puxando carroças e charretes se usarem fraldões. Segundo a Prefeitura, o material coletado terá de ser descartado em locais estabelecidos pela Secretaria de Serviços Públicos e servirá para fazer adubo para plantas.

FRALDÕES (2)-  Na verdade, segundo a Folha de S. Paulo, outras cidades já adotaram a mesma providência há mais de 10 anos. Em Arraial da Ajuda, distrito de Porto Seguro, assim como Paquetá e Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro, equinos , a passeio ou a serviço, só podem circular de fraldões.