jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Campanha Janeiro Branco

Por Daniele Cicoti Martinez
20 de janeiro de 2019
Daniele Cicoti Martinez
Nos últimos anos pudemos contar com um calendário cheio de cores, meses coloridos que simbolizam promoção e prevenção em saúde. E para um bom princípio de ano, nada melhor do que falarmos do Janeiro Branco, mês da campanha dedicada à Saúde Mental!
A Campanha Janeiro Branco, que nasceu em 2014, convida as pessoas pensarem como estão cuidando de sua saúde mental, e assim, dedicar um momento de reflexão sobre as relações interpessoais que desenvolvem, seus sentimentos, os pensamentos que cultivam, comportamentos que praticam.
Para desfrutar de uma vida saudável e equilibrada, é importante o indivíduo voltar-se para sua subjetividade, reconhecer quais são suas necessidades emocionais e sentimentais, praticar o autocuidado. “Quem cuida da mente, cuida da vida”, é o tema da campanha deste ano. Aprender a reconhecer as demandas individuais e também coletivas, é uma forma de prevenir o sofrimento psíquico e adoecimento.
A sociedade não pode mais negar existência de doenças mentais e cultivar o estigma e o preconceito, pois é crescente o número de casos de doenças como depressão, ansiedade, síndrome do pânico, entre outras. É por isso que através de campanhas como esta temos a oportunidade de quebrar o tabu, praticar a psicoeducação, difundir informação e desmistificar pensamentos do senso comum como “é falta do que fazer”, “é falta de fé”, “não preciso de ajuda, não estou louco”, “sempre fui assim”.
Falar de prevenção em saúde mental é algo bastante complexo, que muitas vezes, requer mudanças de comportamento e tomada de decisões para reduzir o estresse e melhorar a qualidade de vida. Algumas vezes, devido a outros fatores biológicos, a doença se instala, mas a maioria delas pode ser tratada com sucesso quando se procura ajuda.
 Segue então, algumas dicas para reflexão:
Como está sua alimentação?
Como estão suas noites de sono?
Está praticando atividades físicas?
Está tirando tempo para o lazer? Atividades sociais que geram prazer?
Quanto tempo tem dedicado às redes sociais de internet?
Consegue planejar uma rotina no seu trabalho? Tem levado assuntos de trabalho para o travesseiro?
Quanto tempo dedica a conversar e estar perto de pessoas que realmente gosta e fazem diferença em sua vida?
Quantos hábitos nocivos à saúde e pensamentos negativos está nutrindo em seu cotidiano?

Daniele Cicoti Martinez
(Médica psiquiatra do CAPS Jales / CRM 149.188-SP)