Saúde

Campanha de vacinação contra a Paralisia Infantil termina no dia 21

A campanha de vacinação contra a Poliomielite (paralisia infantil) teve início ontem, dia 8 de junho, e segue até o dia 21.
A faixa etária das crianças vacinadas será de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias). Em Jales, a meta é vacinar 2.303 crianças. No estado de São Paulo, são esperados cerca 2,5 milhões do público- alvo. Essas crianças tomarão uma dose de vacina oral contra poliomielite, independente de já terem sido vacinadas anteriormente.
As doses serão aplicadas das 07 às 17 horas nas ESF’s:
ESF Jd. Oiti  - Rua: das Palmeiras, nº 1526 – Jd. Oiti
ESF Jd. Municipal     - Rua Augusto Lopes, nº 1568 – Jd. Municipal
ESF Jd. Arapuã Rua - Vinicius de Moraes, nº 4130 – Jd. Arapuã
ESF Roque Viola - Rua Guarani, nº 260 – C. Dercílio J. de Carvalho
ESF Uni -América     - Av da Integração, nº 2840 – Jardim Romero
ESF Jd. São Jorge     - Rua Itapura, nº 1642 – Jd São Jorge
ESF JacB -     Rua João Cardoso da Silva, nº 576 – Jacb)
ESF Paraíso - Rua: Tupinambás, nº 3516 – Jd. Paraíso
ESF Novo Mundo -Av: Francisco Jalles, nº 3227- Vila Maria
Núcleo Central de Saúde     - Rua 07, nº 2529 – Centro
ESF Rural
Este ano, além das unidades de saúde, as vacinas também estarão disponíveis na Praça João Mariano de Freitas (Praça do Jacaré).
Os pais ou responsáveis devem apresentar o cartão de vacinação da criança. A vacina é a única forma eficaz de prevenção contra a doença e a incidência de efeitos colaterais da vacinação é extremamente rara, podendo a criança apresentar apenas alguns sintomas parecidos com o da gripe.
A doença
A poliomielite ou, paralisia infantil, é uma doença infectocontagiosa causada por vírus que se instala agudamente em crianças e é caracterizada pela possibilidade de um quadro clássico de paralisia. A contaminação ocorre por via fecal-oral, ou seja, pelo contato direto com as fezes ou secreções expedidas pela boca dos infectados.
A doença não se espalha facilmente em comunidades com altas taxas de vacinação, sendo considerada erradicada no mundo e no Brasil em 1994. Para a prevenção da doença é vital que crianças menores 5 anos de idade tomem as duas as gotas da vacina Sabin, que protege contra a pólio, oferecidas gratuitamente pelo município nas campanhas de vacinaçã.

Desenvolvido por Enzo Nagata