contato@jornaldejales.com.br
17 3632-1330

Brasil, o país onde o crime compensa!

Por Osmar Gabriel
17 de novembro de 2019
Osmar Gabriel
ivemos num país onde a impunidade corre solta, assassinos perigosos recebem penas de tão somente 20 anos, um absurdo, mas é graças à lei feita por um bando de incompetentes. Temos advogados do “diabo” que burlam a lei graças a subterfúgio da própria lei, habeas corpus, uma dezena e centenas formas de deixar o meliante solto. Isso é herança de uma lei falha, muito falha, porque deveríamos copiar as leis e formas com que elas são aplicadas, em países desenvolvidos, e anda tem ignorantes que dizem que temos um sistema penal ultramoderno.  
A maior corte judiciária do país, não oferece nenhuma segurança, o STF parece estar brincando com o povo brasileiro, favorecendo crimes do colarinho branco e bandidos que usurparam o dinheiro público que poderia ser carreado para áreas sociais que necessitam de urgente ajuda. Temos um Congresso omisso e parlamentares parecem viver em outro país fazendo-se de desentendidos e cegos com a miséria que o país vive. Povo continua pobre, salários indignos enquanto em Brasília a fartura do caviar e da água e champanhe francesa são degustados ao bel prazer. O cartel do crime tem endereço e todos nós sabemos, e essa maldição precisamos nos livrar o mais rápido possível, isso vem nos acompanhando desde o descobrimento em 1500, acabar com inúmeros privilégios, tais como: foro privilegiado, tudo investigado pela Policia Federal, findar com a progressão penal, colocar fim nas prisões especiais, criar penas mais pesadas, sem o indulto de Natal, Páscoa e outros, leis de transito severas principalmente quem dirige alcoolizado, crimes ambientais e muitos outros que poderíamos elencar aqui. 
Para o povo honesto, trabalhador, o sistema é tão podre, que se esse cidadão fizer justiça pelas próprias mãos, é preso como bandido perigoso e leva uma pena pesada, enquanto o bandido profissional e de verdade vai à reclusão e riem na cara da justiça, ficam na cadeia poucos dias e arquitetam outros crimes. 
Voltando a falar dos “intocáveis”, os políticos que se acham heróis da pátria, deveriam ter o tratamento como todo cidadão, ou seja, na Justiça comum, são cidadãos como qualquer outro e não devem ter regalias, são funcionários do povo devendo ser tratados como tal, com um mês de férias, bater ponto, plano de saúde comum, recolher junto ao INSS o valor do seu benefício, e dentre outras regalias que possuem como, carro, seguranças, combustível, passagens aéreas e etc., isso tem que acabar. 
Para falar ainda que cometem os piores crimes de bandidos comuns, matam muito mais gente, com desvio de verbas para seu bem-estar e seu colegiado, trazendo muito sofrimento a toda a população. Esses elementos não nos representam e disso tenho certeza.
Tudo isso em defesa do povo honesto e sofrido, mas que vivem com medo no nosso país. 

Osmar Gabriel
RG  8.320.382 Corretor 
de imóveis