jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Bispo destaca solidariedade contra indiferença no lançamento da Romaria

Por Luiz Ramires
19 de julho de 2019
Dom Reginaldo destacou a importância da Romaria como momento de oração e união

A 35ª Romaria que este ano coincide com os 60 anos de criação da Diocese de Jales, foi lançada na tarde de 17 de julho, quarta-feira, pelo bispo Dom Reginaldo Andrietta, com uma entrevista onde ressaltou tratar-se de um momento de união e oração, independentemente da crença religiosa da pessoa, para buscar no exemplo de Jesus Cristo e sua mãe o caminho para Deus, buscando a elevação espiritual e o bem de todos.

Dom Reginaldo também destacou a importância de todos trabalharem no caminho para uma sociedade justa, no momento em que o país vive, buscando o bem que Deus quer para todos, traduzido em forma de solidariedade, contra a indiferença e o individualismo muito forte nos dias atuais.   

A Romaria acontece no dia 18 de agosto, quando se comemora o Dia de Nossa Senhora da Assunção, padroeira da Diocese, saindo da Igreja de Santo Expedito, padroeiro da Diocese, às 14 horas, seguindo para a Catedral onde será celebrada a missa campal.

Dom Reginaldo explicou que a Romaria também dará início às comemorações dos 60 anos da Diocese, criada no dia 12 de dezembro de 1959, sendo que sua instalação aconteceu no dia 15 de agosto de 1960.

Ele lembrou que ao longo de sua história a Diocese sempre contribuiu com a sociedade, nos seus 45 municípios, ajudando no desenvolvimento humano e na formação de valores, se dedicando principalmente às pessoas mais vulneráveis, pois isso faz parte do Evangelho. Afinal, como afirmou, a maior riqueza da Igreja são os pobres e o mundo tem que caminhar no sentido de colocar o ser humano como centro e não como objeto, pois a pessoa não tem preço nem valor, mas precisa ter sua dignidade assegurada pois é isso que Deus quer e que está no Evangelho.

 

PEREGRINAÇÃO

Como aconteceu no ano passado saindo de Urânia, este ano haverá uma peregrinação, saindo na madrugada de sexta-feira do porto de areia de Santa Clara d’Oeste, com várias paradas que estão sendo programadas até a Romaria, como informou o padre Mário Roberto Rodrigues Farias, da Paróquia de Três Fronteiras.

Ele disse que já conta com mais de 60 pessoas confirmadas, mas espera chegar a mais de 200, dos municípios que às margens do Rio Grande, a exemplo do que aconteceu no ano passado em relação ao Rio Paraná.