jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

BASTIDORES - Não será surpresa para esta coluna se o Centro Universitário de Jales conquistar um importante curso na área de saúde.

Fique Sabendo
09 de junho de 2019
Delegado Marcos Negrelli, da Polícia Civil, conduz o inquérito sobre ligações irregulares de energia elétrica
BASTIDORES -  Não será surpresa para esta coluna se o Centro Universitário de Jales conquistar um importante curso na área de saúde. Pesos-pesados da Unijales passaram a semana em Brasília tentando arrancar as assinaturas necessárias para a autorização.

OPERAÇÃO MIAU – Em termos proporcionais, Jales é a cidade do interior que tem maior número de instalações elétricas irregulares. A informação foi passada à coluna por uma bem informada fonte ligada à Polícia Civil, que desfechou operação em fevereiro , inclusive em endereços estrelados. 

OPERAÇÃO MIAU (2) - Ainda de acordo com as fontes da coluna, as perdas da Elektro com os “gatos”   dariam para iluminar uma cidade do tamanho de Urânia por uns 40 dias. Embora o assunto esteja sendo conduzido pela Polícia Civil com toda a discrição que o caso requer, sabe-se que já teriam sido identificados, além dos beneficiários dos desvios de energia elétrica, alguns eletricistas e até prestadores de serviço ligados à empresa. 

REVIRAVOLTA – Durou pouco a alegria dos vereadores de Fernandópolis. Como comentou o J.J. em editorial publicado na edição de domingo passado, 2 de junho, a Câmara Municipal daquela cidade tinha aprovado projeto de lei instituindo as chamadas Emendas Impositivas através das quais cada vereador poderia dispor de R$ 100 mil, sendo 50% obrigatoriamente para a saúde e os outros 50% para obras em seus redutos. O prefeito André Pessuto (DEM) até vetou o projeto, mas o veto foi derrubado por unanimidade pelos vereadores. Agora, com muito jeitinho, o alcaide, alegando escassez de recursos, conseguiu dobrar os edis e virou o jogo, extinguindo as Emendas Impositivas.  

RETROVISOR – Articulista-colaborador do J.J., o professor mestre Eduardo Britto, do Colégio e Cursinho Objetivo em São Paulo, comentou o assunto via WhatsApp. Ex-secretário municipal de Planejamento durante o primeiro mandato do prefeito Humberto Parini, Eduardo coordenou o Orçamento Participativo, uma das vitrines das administrações do PT. 

BOICOTE - Vale a pena transcrever a sua opinião: “Em 2006, no primeiro ano do projeto, foram reservados no orçamento municipal R$ 800 mil para investimentos nos bairros da cidade. Infelizmente, a própria Câmara Municipal da época, por vaidade, pouco se interessava. Lembro-me apenas dos vereadores Luís Especiato (PT) e Jediel Zacarias (PMDB) como frequentadores assíduos. Nem mesmo quando as plenárias eram em seus bairros alguns edis se dispunham a participar para não dar credibilidade ao programa. Inclusive, o Orçamento Participativo foi capa e assunto de editorial deste jornal que ainda divulgou todas as plenárias e o andamento daquela proposta dando total apoio”. 

FIM DA BOQUINHA – A nomeação de lideranças políticas que perderam eleições na região foi descartada pelo secretário de Integração Regional, Marco Vinholi ao ser indagado sobre quem será o diretor regional de Governo com sede em São José do Rio Preto. Ele descartou especulações segundo as quais estariam no páreo os ex-deputados estaduais Vaz de Lima (PSDB) e Orlando Bolçone (PSB). Segundo Vinholi, o nome a ser anunciado terá perfil técnico. Não será surpresa para esta coluna se o prefeito de Jales, Flávio Prandi Franco (DEM), presidente da Associação dos Municípios da Araraquarense integrada por 112 prefeituras, será ao menos consultado.

BANCADA DA SELFIE – Aos poucos, o deputado federal Geninho Zuliani (DEM), que teve 1.226 votos em Jales. Nas últimas eleições, com o apoio explícito do prefeito Flá, seu colega de partido, vai abrindo espaço em Brasília inclusive na grande imprensa. Há dias, ao cunhar a expressão “bancada da selfie” para designar os deputados que ficam no plenário usando o celular e se autofotografando, pouco ligando para o que está sendo debatido durante as sessões, Geninho ganhou preciosos centímetros de espaço em pelo menos dois jornalões que estão entre os maiores do Brasil. — a Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo. 

JUNTOS E MISTURADOS – Por falar no prefeito, parece que ele realmente mudou seus hábitos. Além da revoada em todas as salas do Paço Municipal há 20 dias, o que não tinha feito em dois anos e meio de mandato, Flá também se aproximou dos idosos, participando da entrega dos uniformes da delegação que foi representar Jales em Santa Fé do Sul, de 27 de maio a 1º de junho, e até almoçando com os atletas em um dos alojamentos durante a competição. O deputado estadual Itamar Borges e o prefeito de São José do Rio Preto, Edinho Araujo, também estiveram em Santa Fé.