jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Atualidades ou temas atuais: o que realmente cai no vestibular?

Por Eduardo Britto
05 de maio de 2019
Eduardo Britto
Você abre o jornal ou o portal de notícias de sua preferência e começa a filtrar aquilo que é interessante ou não para agregar ao seu conhecimento. Para o futuro acadêmico o filtro é outro: vai ou não cair no vestibular? Se você não está fazendo isso, minha recomendação é que faça! O quanto antes! A partir de agora! JÁ!!!!!
Mas por que você deve ler as principais notícias e acontecimentos do mundo? Ah... já sei... Atualidades cai muito no vestibular, não é mesmo!? Afinal, o que apareceu de questões de atualidades esse ano na Fuvest e no Enem foi algo absurdo. Concordam!? Não! Atualidades não são cobradas no vestibular. O que você precisa ficar atento são nos temas atuais. Difícil diferenciar, não é!? Mas, eu separei dois exemplos para você compreender. 
Um dos temas que apareceram significativamente nos vestibulares esse ano foi movimento migratório. Temos vários exemplos de imigrações atuais que foram abordadas em questões interessantes: haitianos no Brasil, refugiados Rohingyas e a xenofobia dos Estados Unidos diante dos mexicanos. Mesmo aparecendo nos principais noticiários corriqueiramente, as questões de vestibular exigiam dos candidatos e candidatas a interpretação aliada ao conhecimento conceitual. O vestibulando tinha que dominar, além dos conceitos, as causas, as consequências e os fatores envolvidos nas imigrações no mundo e no Brasil.
Outro tema bastante abordado foram as mudanças climáticas. Devido a COP21 que resultou no Acordo de Paris que responsabiliza os emissores de gases poluentes pelo aquecimento global, passando a exigir metas para reduzir a quantidade de CO2 na atmosfera, o tema foi muito solicitado nas provas. Cabia ao futuro acadêmico dominar as razões do acordo, identificar os principais poluidores mundiais, as metas que o Brasil se comprometeu a cumprir e os conceitos principais sobre o clima.
Observe que nos dois exemplos que citei há uma preocupação com a base conceitual sobre o tema tratado, além de exigir os fatores que envolvem a situação apresentada. Os movimentos migratórios ocorrem no mundo desde que o ser humano optava pelo nomadismo na busca de subsistência. A questão climática é abordada pela comunidade internacional com relevância e importância global desde a Conferência de Estocolmo em 1972. Ou seja, esses temas estão presentes nos vestibulares quando algum acontecimento o coloca como pauta ou agenda nas discussões do mundo atual. No entanto, jamais irá cobrar se o aluno ou a aluna sabe algo atual específico sobre o assunto. Mesmo porque as provas de vestibulares já devem estar prontas até junho para serem testadas antes de aplicadas.
Dessa forma, é algo imprescindível a leitura cotidiana sobres os principais temas da agenda atual. A partir daí, procure dominar os conceitos e fatores que envolvem a temática abordada para estar antenado com o que o vestibular irá cobrar de você.

Eduardo Britto 
(Professor de Geografia do Colégio e Curso Objetivo de São Paulo, graduado pela UNESP, especialista em Gestão Ambiental pela UFSCAR e Mestre em Ensino de Ciências pela UFMS)