jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

ANA EDUARDA ZULIM DE CARVALHO

Coluna Gente
20 de maio de 2018
ANA EDUARDA ZULIM DE CARVALHO
ANA EDUARDA ZULIM DE CARVALHO
(foto) está no rol de aniversariantes de amanhã, 21 de maio. Bióloga formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, ela fez mestrado no Instituto Butantã e está a caminho do doutorado no Hospital Israelita Albert Eisntein, em São Paulo. Ana Eduarda é filha do técnico desportivo José Antônio de Carvalho, ex-árbitro internacional de voleibol, atual titular da Inspetoria Regional de Esporte e Lazer, e da bancária Sueli Zulim.

VIVI VIERI
ficou acordada até tarde da noite de terça-feira, 15 de maio. Tudo porque um dos entrevistados do programa Conversa com Bial, na Globo, foi um velho amigo de Brasília, onde morou durante boa parte da vida — o jornalista e historiador Hugo Studart. A pauta do programa tinha a ver com o lançamento de um documentário de Belisário França, também entrevistado, sobre a guerrilha do Araguaia, e do amigo de Vivi que, em junho lança novo livro “Borboletas e Lobisomens – Vidas, mortes e sonhos dos guerrilheiros do Araguaia”.

MARIA BEATRIZ PRANDI
e FRANCISCO GONÇALVES casam-se no próximo dia 16 de junho, em Ribeirão Preto. Bia, mestre em educação, doutoranda em psicologia e docente da Unaerp, é filha de Glória Aparecida Ribeiro Prandi e do jalesense Marcos Henrique Prandi. Os pais de Francisco, educador físico, são Lucila Pereira Gonçalves e Sílvio José Gonçalves.   

EMERSON LOPES MARTINS
não se desliga das raízes. Morador há duas décadas em São José dos Campos, sempre que pode, ele dá uma escapada até Jales, como fez no início da semana, quando veio se reunir com contemporâneos de escola (Curso Normal/1967), a fim de dar os primeiros passos para um grande encontro em novembro, como já aconteceu no ano passado. Emerson foi gerente de agências do Banco do Brasil em 13 cidades e, designado pela direção do banco, viajou boa parte do Brasil como instrutor. 

CLÁUDIA MANFRIM,
psicóloga clínica, vive com a agenda lotada, mas encontra tempo para aprender mais. Ela começou uma nova pós-graduação. Desta vez na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) sobre Terapia Sistêmica Familiar e de Casal. E em agosto, na condição de aluna especial, ela inicia mestrado na mesma instituição.