Saúde

AME-Votuporanga instala aparelhos de Tomografia e Ressonância, exames devem começar em maio

João Vitor Barros

Uma operação que mobilizou várias horas de trabalho de uma equipe com pelo menos 12 profissionais, deu início ao processo de instalação dos aparelhos de Tomografia Computadorizada (CT BRIVO 325) e de Ressonância Magnética (MR OPTIMA 360) no AME-Votuporanga, no último dia 31 de março. Esta é uma das etapas do projeto aprovado junto à Secretaria de Estado da Saúde para ampliação dos serviços de diagnóstico do ambulatório, pois os aparelhos se juntarão aos equipamentos de imagem já existentes.
“Após a instalação dos equipamentos, faremos a aplicação para a operacionalização dos procedimentos, e a expectativa é que os primeiros exames comecem a ser realizados a partir da segunda quinzena de maio”, explica Marilza Cardi, Gerente Administrativo do AME. O Ambulatório Médico de Especialidades de Votuporanga atende uma população de cerca de 300 mil habitantes, dos colegiados de Votuporanga e Fernandópolis, totalizando 30 municípios da região.
Para a gerência da unidade, “o investimento de R$ 2,320 milhões demonstra que o Governo do Estado de São Paulo acredita na gestão da OSS Santa Casa de Misericórdia de Votuporanga e no desenvolvimento da região”. A implantação dos serviços torna o AME-Votuporanga referência, não precisando mais deslocar os pacientes para São José do Rio Preto.
Para os Gerentes Médico e Assistencial da unidade, Dr. Carlos Tellis e Marcela Bertolla, os aparelhos oferecem comodidade tanto aos pacientes quanto aos profissionais, já que os exames serão realizados no próprio ambulatório e o diagnóstico será ainda mais ágil. A expectativa é que os equipamentos capacitem o AME para ofertar 750 exames de Ressonância Magnética e 1 mil exames de Tomografia Computadorizada por mês.
“Os equipamentos são investimentos importantes do Governo do Estado de São Paulo que vão expandir e agilizar a realização de exames de diagnóstico por imagem no ambulatório, beneficiando exclusivamente os usuários do SUS da região”, ressalta Mário César Homsi Bernardes, Administrador do complexo Santa Casa de Votuporanga.
Para instalar o magneto – peça principal do equipamento de ressonância MR OPTIMA 360 – foi necessário retirar parte de uma parede. Um caminhão Munck foi utilizado para erguê-lo, já que o aparelho pesa, aproximadamente, 6 toneladas. Todos os materiais que irão compor os aparelhos de ressonância magnética e tomografia pesam quase 10 mil quilos.

Gestão
Os AMEs são um projeto do Governo do Estado de São Paulo que atendem exclusivamente aos pacientes do SUS nas mais diversas especialidades médicas. A proposta segue uma série de diretrizes e normas, entre elas, ações de integração entre as unidades. Assim, o contato do AME-Votuporanga com outros Ambulatórios do Estado é constante, realizando e recebendo visitas para revisão de processos.
No último dia 19, foi a vez do AME-Catanduva conhecer a estrutura e a rotina de trabalho da unidade de Votuporanga. A Gerente Administrativa de Catanduva, Renata Rocha Bugatti, acompanhada do Farmacêutico Alexandre Tutini, da Assistente Social Luci Nascimento, do Auxiliar de Contabilidade Sérgio Bolzani e da Faturista Perla Rodrigues, foram recepcionados pela equipe do AME-Votuporanga para a troca de experiências.
Os profissionais compartilharam as metodologias de trabalho e a execução dos procedimentos. Renata destaca que “é fundamental conhecermos a estrutura de outros AMEs para que possamos entender os processos utilizados na rotina dos atendimentos e na administração dessas unidades e para o aprimoramento da equipe.”
O AME-Votuporanga está em reforma para ampliação e readequação do espaço físico, “oferecendo funcionalidade aos profissionais que atuam no ambulatório e beneficiando os pacientes, que terão mais conforto e novos serviços à disposição”, finaliza a Gerente Marilza Cardi.

Desenvolvido por Enzo Nagata