jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

AGRONEGÓCIO

Empresa jalesense investe na produção de mudas para agricultura
11 de fevereiro de 2018
A Agromudas conta com 16 estufas como esta, em uma área de 10 mil metros quadrados
A produção de mudas nas próprias propriedades rurais é uma prática que cada vez mais vai dando lugar à especialização em um segmento que não para de crescer quando se sabe que a demanda por hortaliças, frutas e legumes é cada vez maior.
Foi pensando nisso que há 15 anos Leandro da Silva e Agenor Camil decidiram investir nessa atividade, para atender pequenos e grandes produtores rurais da região com a produção de mudas em um pequeno viveiro que logo se transformou em um grande negócio. 
No começo era apenas uma estufa de madeira. Hoje o Viveiro Agromudas conta com 16 estufas, em 10 mil metros quadrados, com 11 funcionários, na Chácara Boa Vista, na Estrada da Uva, no Córrego da Barra Bonita. 

CRESCIMENTO
A agrônoma Suzilei Francisco está há quatro anos na empresa. Ela afirma que nos últimos dois anos cresceu muito a demanda por hortaliças, principalmente alface, com a conquista de mercados como São José do Rio Preto, Cassilândia e outras regiões. Antes, nessa época, o que se via era a produção de mudas de tomate, mas isso mudou, como afirmou.
Só de alface a Agromudas produz semanalmente uma média de 150 mil mudas. Além de alface a empresa continua produzindo mudas de tomate, berinjela, pimentão, mamão, maracujá, melancia e outras culturas.
Leandro afirma que a empresa já conta com quase 500 clientes, fora os que compram em pequenas quantidades, no próprio viveiro. Se forem mudas de hortaliças, eles podem comprar na hora, em qualquer época e se forem de outra cultura, podem encomendar, mesmo que seja apenas uma bandeja.
Já os clientes maiores contam com o transporte da própria Agromudas, em caminhão da empresa com gavetas próprias e com os funcionários capacitados para fazer as entregas nas propriedades, como uma das formas de assegurar a qualidade das mudas, pois a exigência nesse sentido também é grande, como afirmou Leandro.

*por Luiz Ramires