VESTIBULARES

Agora é para valer!

E vamos de foco, força e fé! A partir de agora vamos guardar a purpurina, o glitter e a fantasia para dar espaço ao caderno, a apostila, o livro e a caneta. Serão doze meses de muito estudo, dedicação e concentração para desfilar na sua avenida de estudos. Por isso, fazendo uma alusão ao carnaval, vamos nos preparar em alguns quesitos para consagrar o 10 no final.
Começamos com a comissão de frente. Numa escola de samba, os jurados avaliam aspectos como criatividade, coordenação e sintonia na exibição, bem como o figurino e indumentária apresentada pelos integrantes da ala. Sendo assim, a comissão de frente deve se preocupar com o sincronismo das ações. Então, na sua comissão de frente para o vestibular você já deve apresentar um sincronismo entre os estudos diários e semanais para contemplar toda a matéria que foi dada em sala aula. Coordene suas potencialidades com as dificuldades, preocupando-se em sanar os problemas e dúvidas.
Outro quesito importante e dificílimo é a harmonia. Nele é avaliado o canto dos componentes e como ele se entrosa com o ritmo da bateria e a entonação do intérprete da agremiação. Para os seus estudos, você precisa entrosar o tempo, o ritmo e as explicações de sala de aula para resolver as listas de exercícios e leituras no contra-turno escolar ou do cursinho. Não se esqueça de harmonizar também os horários de lazer e descanso.
Em seguida temos o enredo. Aqui é analisada a concepção (a ideia do tema apresentado) e a realização, ou seja, se a escola conseguiu contar a história de forma interessante, original e bem encadeada. A sua história começa agora e você idealiza o choro da aprovação. Para isso, uma história bem contada requer dias e noites de dedicação e muito suor que só você pode desenvolver e realizar.
Agora vamos de evolução. O quesito está relacionado à dança e progressão da escola pela avenida. Por isso, erros como os “buracos” podem custar caro. No entanto, os vazios abertos para apresentação do casal mestre-sala e porta-bandeira ou aqueles que ocorrem com a saída da bateria para o recuo são chamados espaços técnicos e não são penalizados. Durante o ano, os meses e os dias não podemos deixar espaços sem atividades. Selecionar as matérias para estudos, os horários adequados e sua distribuição até outubro é essencial. Alguns espaços deixados para diversão e relaxamento sem abuso não são debitados no final.
A bateria é um quesito a parte. Ela dita o ritmo do desfile, empolgando os componentes da escola e o público com sua performance. Para avaliar a bateria, os jurados consideram a consistência entre os ritmistas e a capacidade de trabalhar em sintonia uns com os outros. O seu corpo deve ditar o ritmo do estudo e estar em sintonia com sua mente. Noites bem dormidas, boa alimentação e um local adequado de estudo permitem maior concentram e atenção nas aulas. Isso empolga o professor, os pais e mães, a coordenação e, principalmente, você!
Desfile seu talento pela sua avenida…Empolgue-se… Da concentração à apoteose… De fevereiro a janeiro…. Do suor às lagrimas… Você é capaz!

Eduardo Britto
(Professor de Geografia do Colégio e Curso Objetivo de São Paulo, graduado pela UNESP, especialista em Gestão Ambiental pela UFSCAR e Mestre em Ensino de Ciências pela UFMS)
Desenvolvido por Enzo Nagata