jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Agora é Jales até na festa

Editorial
09 de dezembro de 2018
“Eu saí de Jales, mas Jales não saiu de mim”. Esta frase, repetida à exaustão, é de Roberto Gonçalves, um dos maiores intelectuais que a cidade já produziu ao longo de seus 77 anos de existência. 
Vinda de quem vem, a frase tem peso na medida em que expressa a profunda vinculação entre uma pessoa e a cidade onde nasceu ou viveu infância e juventude. 
É o caso de Roberto, que saiu do chamado sertão da araraquarense, ainda mocinho, para estudar Sociologia na USP, e depois tornou-se escritor, psicanalista, historiador, mas manteve laços permanentes com as origens. 
A tal ponto que produziu uma série de 240 artigos sobre fatos e personagens do torrão natal, todos publicados pelo Jornal de Jales, posteriormente compilados no livro “A Jales que vivi – 1949/1968”, lançado em 2017, no lugar apropriado, o Centro Cultural, que leva o nome do pioneiro da radiodifusão, o saudoso dr. Edílio Ridolfo. 
Não contente, ao ser guindado à presidência do Instituto Brasileiro de Psicanálise Contemporânea, ele não deixou por menos, trazendo para a terrinha um Curso de Formação de Psicanalistas, transformando Jales na menor cidade do Brasil a oferecer algo desta natureza. 
O caso de amor entre Roberto e Jales não é isolado. Há outros exemplos que cabem à perfeição no figurino do bairrismo sadio. 
Por exemplo, hoje, dia 9 de dezembro, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Jales, mantenedora da Escola de Educação Especial Ana Eduarda Marques Silvestre, realizará o último almoço beneficente do ano, expediente usado para complementar os repasses governamentais, geralmente insuficientes. 
A lista de patrocinadores do almoço é a prova da atração fatal que Jales exerce sobre quem pisa aqui— Proença Supermercados (instalado em Jales desde o início dos anos 80, vinda de Pereira Barreto), Fuga Couros Jales (empresa tradicional do Rio Grande do Sul, em Jales há 21 anos), Luís Móveis (cujo dono, Júlio Cervantes, veio de Aparecida d’Oeste há mais de 20 anos), deputado federal e vice-governador eleito Rodrigo Garcia (que tem atuação parlamentar em Jales há 16 anos,  o mais votado na cidade em 2014) e Alleza (comércio de carnes, oriunda do Estado do Paraná, que se fixou em Jales desde o ano passado).  
Para fechar a conta, outro caso que merece citação. A empresa Gauri Eventos, de São Paulo, decidiu incluir o nome de Jales em seu Rodeio Show, realizado pela primeira vez em 2016 e que está programado novamente para o próximo mês de abril.
Consta que o diretor geral da empresa, Raphael Carvalho, paulistano de origem, conhecia a cidade anteriormente apenas de “ouvir falar”.
Veio, viu e gostou tanto que resolveu investir em um evento de alto risco financeiro. Como a acolhida a ele e à empresa foi calorosa por parte do público, a partir de agora, a festa de abril vai se chamar “Jales Rodeio Show”.