Arquibancada

A volta de Carille e a esperança para 2019

Campeão brasileiro com o Corinthians em 2017, Fábio Carille acertou sua volta ao Timão depois de seis meses trabalhando no Al-Wehda, da Arábia Saudita, e chega como a maior esperança alvinegra para que 2019 volte a ser um ano de conquistas.
Após a decisão de demitir Jair Ventura em meio a um trabalho ruim e a falta de planejamento em 2018, não existia opção melhor do que Carille. Apesar disso, mesmo contratando um grande treinador, a equipe paulista precisa de reforços e as expectativas, ao menos por enquanto, são animadoras para a próxima temporada.
 Ramiro, ex-volante do Grêmio, e Richard, que vem do Fluminense, já estão contratados e a tendência é que se tornem pilares no meio-campo corintiano. Outros nomes que vem sendo especulados como Junior Sornoza, também do Tricolor Carioca, e Luan, do Atlético-MG, deixam claro o planejamento do clube para voltar a ser protagonista.
Apesar das duas principais contratações já anunciadas, a defesa, consagrada nos anos das maiores conquistas, ainda preocupa, assim como o ataque, que não tem um grande camisa 9 desde a saída de Jô. 
Na zaga, ao menos um grande nome precisa ser contratado para formar dupla com Léo Santos, enquanto a lateral-esquerda, é mais um problema a ser resolvido diante da irregularidade de Danilo Avelar e a inexperiência de Carlos Augusto.
No setor ofensivo, Roger e Jonathas não conseguiram se encontrar com a camisa do Timão, deixando claro que ambos não estão no nível de ter a responsabilidade de ser o grande artilheiro da equipe. Romero, já foi utilizado no setor, mas pode render melhor explorando sua velocidade pelos lados do campo.
Mesmo com as contratações, o Corinthians também precisa garantir a permanência de Pedrinho para 2019. Alvo de clubes europeus, o atleta formado no Parque São Jorge ainda tem muito a contribuir com a equipe e já mostrou que seu talento é superior ao de muitos jovens que surgem no futebol brasileiro.
O Timão ainda não está pronto para a próxima temporada, porém, se conseguir manter o prata da casa, somando as chegadas de reforços importantes para defesa, meio-campo e ataque, tem tudo para fazer um grande ano e mostrar que 2018 foi apenas um ponto fora da curva em meio a um trabalho de sucesso.

Eduardo Martins 
 (jalesense, aluno do 2° ano de jornalismo da PUC-Campinas) 
Desenvolvido por Enzo Nagata