jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

A culpa também é sua!

por Pablo Asllan Figueiredo Augusto
22 de abril de 2018
Pablo Asllan Figueiredo Augusto
orrupção, Lava Jato, Mensalão, Direita, Esquerda, Ano de Eleição! Mas sabe qual é a minha verdadeira preocupação? Será que os brasileiros buscaram por educação e instrução? Será que perderam a mentalidade medíocre de “Votem no menos pior”? Será que abriram seus olhos pra ver que a mudança não vem do STJ e/ou da justiça como um todo? 
Acorda cidadão, a mudança vem de você! E não vem do coração não, pare de se enganar, vem da razão! Mas não é da razão de “eu tenho razão”! É da racionalidade adquirida pelo conhecimento! 
E o conhecimento não está no Facebook ou nas redes sociais como um todo. Você acha que ler notícias pelo Facebook te faz saber o que acontece nesse país? 
Acha mesmo que a Globo transmite imparcialidade de informação? Tem certeza que ler o G1 três vezes por semana te faz mais sábio, acha que seu WhatsApp te mantém integrado a tudo que te cerca? Acorda cidadão, leia todos os jornais, revistas, artigos, blogs, leia sua Constituição e ainda sim, terá muito o que fazer! Questione, busque outras perspectivas, argumente com fundamentos válidos e ouça quem pode saber mais que você. Tenha a humildade de reconhecer que a culpa também é sua! Afinal, o país não está como está por conta dos últimos 20 anos. Está como está por conta dos mais de 500 anos de existência! Nossos tataravôs o começaram assim e nós continuamos empurrando tudo com a barriga! 
Esse também é um ano de Copa do Mundo! Os brasileiros passarão 30 dias vendo os jogos, mas a grande massa não passará nem 30 minutos se informando sobre os imbecis que serão candidatos ao novo governo. Esse comportamento de “manada” que o povo brasileiro tem é consequência da carência de uma boa educação! Comece por aí, procure candidatos que se mostrem engajados em reformular e reestruturar a Educação desse país! Esse já será um começo. Não acredite que tudo será resolvido em um mandato. Ensine teus filhos, netos e amigos para que eles ensinem as gerações seguintes! 
Aí quem sabe, em um século ou dois as coisas possam até melhorar. Sim, séculos! O estrago dos nossos antepassados e até mesmo de nós, que ainda estamos aqui, foi grande, a reparação será custosa. Não seja um Operacional, seja um Estrategista! Seja um Pensador! #AcordaBrasil

Pablo Asllan Figueiredo Augusto 
(4° semestre do Curso de Tecnologia em Gestão Empresarial da Fatec Prof. José Camargo - Fatec Jales)