jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

A capital dos buracos
18 de janeiro de 2016
Confesso que tentei esperar para escrever esse artigo, mas não me contive e tenho que expor minha indignação com a situação que nossa cidade está vivendo.
Nossa Jales acaba de ser eleita a capital dos buracos.  Aliás, podemos ir mais além: agora sim, somos verdadeiramente o centro da região, somos motivos de chacotas por amigos de outras cidades que nos rodeiam. Nas ruas, avenidas, o que não falta é buraco — profundo, médio, raso, largo, estreito, buraco para todo gosto.
Se não conhecesse nosso gestor, folgaria em dizer que nossa cidade não tem prefeito.  Aliás, nem Câmara de Vereadores ficam alheios a isso tudo.  E parece que muitos deles estão preocupados atualmente em participar de reuniões e festinhas, fotos no facebook,  para garantir somente a sua reeleição.
Se não me falha a memória, essas melhorias, principalmente no quesito recapeamento das ruas e avenidas, era compromisso dessa coligação que venceu as eleições.
É dramático ver nossa cidade neste estado, abandonada, esburacada, fedida, etc.
A cidade está um caos, ainda mais nesse verão chuvoso. As áreas de perigo são muitas e o risco de uma epidemia da dengue é uma realidade. Uma vergonha.
Poderia dizer que temos um gestor alheio, ausente, mas como já elenquei, se conheço o Dr. Pedro, com certeza ele tem isso como meta e vai se empenhar para sanar essa situação o mais rápido possível. Mas isso não é tarefa somente dele, mas de todos que o auxiliam nessa administração, onde vive rodeado de alguns secretários fracos, sem visão administrativa, que só estão ali por acordos políticos partidários. É lamentável.
Desculpem, mas merecemos tudo isso. Não conseguimos eleger um representante na Assembleia Legislativa do Estado bem como na Câmara Federal, e ficamos reféns pedindo esmolas para os que elegemos das cidades de nossa região. Segundo fontes fidedignas o representante da cidade de Votuporanga conseguiu uma farta verba do governo para o seu município, que alias, parabenizo, uma cidade que dificilmente encontra um buraco nas ruas e avenidas.
Tinha uma esperança quando o nosso gestor tomou posse por ocasião da cassação da primeira gestora, por ser ele do partido do governo do Estado, com deputados coligados e na certeza de que esses benefícios viriam com maior brevidade. Foi prometido ao Dr. Pedro para ele assumir a Prefeitura e que o resto eles fariam. Até agora nada. Os deputados e deputadas eleitos com expressiva votação ficam alheios a tudo isso e quando liberam “merrecas” de verbas para qualquer área do município, fazem o maior “barulho”, entrevistas em rádios, jornais e tiram fotos para tentar mostrar para o povo que estão trabalhando e ainda tentam passar o ‘melzinho” em nossas bocas.
Jales precisa de algo maior, expressivo, que venha atender todas as nossas necessidades, e assim poderíamos festejar.
Temos que dar o troco.  Nós, cidadãos, temos a maior arma em nossas mãos que é o voto, e vamos começar esse ano com a escolha de nossos representantes no município. Temos que tomar cuidado para não errar mais, não eleger esses elementos que só aparecem na hora de pedir seu voto.
Tem muita gente boa querendo participar do pleito municipal, principalmente para a Câmara Municipal.  Já é tempo de pensarmos em escolher realmente aqueles que prometem nada mais que trabalhar em prol do progresso de nossa querida Jales.
Cuidado com os “paraquedistas”. 
 
Osmar Gabriel
(RG 8.320.382)