jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Restaurantes japoneses estão quebrando Brasil afora
21 de dezembro de 2015
Quebradeira de restaurantes em Brasília e Brasil afora. E nem é por conta da crise. Tudo começou por que um renomado político petista quase pulou do terceiro andar do prédio em que mora em Brasília quando a funcionária da família gritou que havia um japonês na porta do apartamento. Háháhá. A mulher do tal político havia pedido comida japonesa. Háháhá. Todo mundo com medo do agente da Polícia Federal Newton Ishii, que ficou famoso por suas aparições na TV conduzindo presos da Operação Lava-Jato. E o ex-presidente Lula, reconhecidamente um amante da pesca, teria partido para a ignorância quando voltou de uma pescaria e uma funcionária da sua casa teria perguntado se ele gostaria que ela fizesse sashimi com os peixes que ele pescara. “Vá se f*&%, sua fdp”. Teria gritado Lula. Háháhá. Aposto que a máscara com o rosto do japonês vai ser a mais vendida do carnaval 2016. E ainda dá tempo de muita gente receber em casa um Papai Noel japonês. Háháhá. 
E a política não está agitada apenas em Brasília. Aqui em Jales as coisas esquentaram. Na eleição para presidente da Câmara, para a qual fora acordado em 2013 que o vereador Rivail Rodrigues Junior seria o eleito em 2016, houve traições e o atual presidente Tiquinho foi reeleito. E adivinhem qual partido liderou a traição? Háháhá. Será que o Junior Rodrigues está arrependido por ter votado pela aprovação das contas do ex-prefeito petista Humberto Parini? Háháhá. 
E dizem que caciques do PMDB não estão encrencados apenas com a Polícia Federal. Depois de romperem com Dilma parece que oPT quer processá-los por abandono de incapaz. Háháhá. 
E o Natal já está chegando e um amigo reclamou que nem acabou de pagar o videogame que comprou para o filho no Natal do ano passado. Háháhá. É verdade! Tem muita gente nessa situação. E tem mais gente ainda que a única coisa que vai ganhar nesse Natal é peso. Háháhá. E tem mulher que não acredita em Papai Noel, mas acredita que o ex mudou e volta com ele. Háháhá. E eles estão chegando! Os parentes panetones. Aqueles de São Paulo e Americana que você só vê no Natal. Socorro! E um amigo me disse que no Natal ele vai substituir o peru e a leitoa por pombo e capivara. Háháhá. E a crise está tão feia que tem família contando para filhos pequenos que Papai Noel não existe só para não gastar com presentes. Háháhá.   
Agora falando sério. Você até pode explicar o Natal sem papai Noel para seu filho, mas não pode explicar o Natal sem Papai do Céu. 
Por hoje é só. Tchau! 
 
Fábio César Fiorani
Professor de Inglês, graduado pela FAI-Jales e pós-graduado em Língua Inglesa pela UNESP de São José do Rio Preto - Franqueado CCAA em Jales. jales@ccaa.com.br