jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Comissão de ensino superior quer unir as três faculdades de Jales
16 de novembro de 2015
As três instituições de ensino superior de Jales (Unijales, UAB e Fatec) precisam se unir para compartilhar projetos, serviços e eventos que poderão resultar em melhorias do ensino com uma maior racionalidade dos custos. Esta é a primeira sugestão incluída no final do relatório da Comissão de Ensino Superior criada para analisar as perspectivas profissionais dos estudantes do ensino médio na região. A entrega do relatório estava programada para ontem, na chácara do presidente da comissão, José Devanir Rodrigues, o Garça. 
Uma pesquisa realizada pela comissão, em agosto, apontou que a Prefeitura também deve unir as lideranças municipais buscando alguma forma de apoio financeiro aos estudantes carentes. Para isso precisa conhecer melhor o perfil socioeconômico principalmente dos que estudam em outras cidades.
 
BANCO DE DADOS
O relatório também sugere a realização de outras pesquisas para disponibilizar um banco de dados às instituições de ensino médio e superior e às que pretendem se instalar no município, além de identificar as perspectivas profissionais dos estudantes do ensino médio.
Também é sugerida a realização de um congresso regional de educação para a discussão de questões como as mudanças do ensino médio propostas pelo Estado e integração das instituições de ensino superior com as de ensino médio.
Outra proposta é a criação de um conselho formado pelos municípios que integram a região administrativa de Jales, voltado para a melhoria da educação nessas localidades, promovendo eventos, projetos e políticas integradoras entre seus participantes.
Por fim o relatório propõe a constituição de uma base de apoio técnico para a execução dos trabalhos da comissão e a sua reformulação para que possa incluir representantes das três instituições de ensino superior da cidade e da Diretoria de Ensino.
 
PESQUISA
A pesquisa realizada pela comissão envolveu 35 escolas de ensino médio na área da Diretoria de Ensino de Jales, com dados fornecidos por 1.192 estudantes do terceiro ano. Nela pode-se constatar que a maioria desses estudantes vem de famílias pobres com baixo nível de escolaridade e renda, estudam no período da manhã, não fazem curso pré-vestibular e entre os que trabalham, grande parte não tem carteira assinada. 
Outro dado importante apontado na pesquisa é que a grande maioria (87,33%) pretende continuar os estudos e 84,23% quer fazer curso superior. As áreas preferidas são humanas (47,57%), ciências biológicas (28,10%) e exatas (24,33%). O apoio financeiro para os estudos é dado principalmente pela família (27,43%) e pelo próprio aluno (25,92%). O FIES financia 12,42%, o poder público 11,49% e o Programa Escola da Família 9,31%.
 
INTEGRANTES
Além de José Devanir Rodrigues, como presidente, a Comissão de Ensino Superior é integrada por Alexandre Aparecido Bernardes, Altino Machado dos Anjos Júnior, Domingos de Freitas Filho, Edson Edgard Batista, Élida Maria Barison da Silva, Lázaro Ribeiro, Luís Especiato, Marlene Medaglia Cavalheiro Jacomassi, Rogério Alves dos Santos Antoniassi, Sônia Maria Saura de Godoy e Viviane Kawano Dias.